Governo Bolsonaro destina R$ 262 milhões para municípios de MT

Valor deve ser usado para melhoria dos serviços hospitalares, aquisição de insumos e produtos e contratação de profissionais da saúde

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O Governo Federal liberou mais R$ 262 milhões para os municípios mato-grossenses combaterem a pandemia do novo coronavírus. Ao todo, o Governo Bolsonaro destinou R$ 13,8 bilhões para todo o país.

O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do governo na Câmara, explica que o aporte financeiro para as prefeituras é para ser usado na melhoria dos serviços hospitalares e de atenção básica por meio da aquisição de insumos e produtos, custeio de intervenções médicas, contratação de profissionais de saúde, entre outras.

“Este suporte financeiro é essencial para amenizar o impacto do vírus e tentar reduzir o crescimento de vítimas. Mato Grosso é o hoje o epicentro da doença no Centro-Oeste e o apoio da União e as ações rápidas, planejadas e coordenadas entre o governo estadual e as prefeituras vão contribuir para salvar vidas”, diz o parlamentar.

Medeiros lembra ainda, que o Governo Federal já destinou cerca de R$ 25 bilhões para o combate exclusivo do coronavírus em todo o país.

Além dos recursos destinados pelo Ministério da Saúde, José Medeiros destaca o empenho da bancada federal de Mato Grosso para enviar recursos ao estado.

“Eu destinei quase R$ 15 milhões para o combate ao vírus. Ao todo a bancada enviou, somente na semana passada, mais de R$ 60 milhões. O Governo do Estado já recebeu quase meio bilhão de reais para combater o coronavírus. A luta para combater a pandemia é de todos nós. Precisamos deixar as diferenças políticas e focar no que realmente importa que é preservar vidas”, ressalta o deputado.

De acordo com o Ministério da Saúde, o valor destinado para cada município foi calculado pelo tamanho da população e a média de recursos transferidos para a atenção hospitalar e atenção básica no ano de 2019. Para os estados, a distribuição dos recursos levou em consideração o critério populacional e os números de leitos de UTI registrados nos planos de contingência elaborados pelos estados para o enfrentamento do novo coronavírus.

Nesse segundo repasse, os 5.570 municípios do país receberão o total de R$ 11,3 bilhões. Já para os Estados o valor repassado é na ordem de R$ 2,5 bilhões.

Anteriormente, o Ministério da Saúde já havia distribuído diretamente aos estados e municípios R$ 9,9 bilhões de recursos voltados exclusivamente para combate ao vírus.

Além das transferências diretas aos estados e municípios, o Ministério da Saúde comprou e distribuiu mais de 15 milhões unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,7 milhões de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), mais de 11,4 milhões de testes de diagnóstico para COVID-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos da pandemia. Também foram entregues 6.410 respiradores para todos os estados brasileiros. (Com informações do MS)

Força-tarefa em MT

Após solicitar ao presidente Jair Bolsonaro, no último dia 25 de junho, intervenção federal na saúde de Mato Grosso, o deputado José Medeiros protocolou no Ministério da Saúde o pedido de envio de uma força-tarefa em apoio à área de saúde no estado no tocante ao combate a crise do novo coronavírus.

No pedido, Medeiros diz que a pandemia ocasionada pelo Covid19 tem exigido da administração pública gastos emergenciais destinados à compra de materiais hospitalares, contratações de novos profissionais, construção de hospitais, dentre outras medidas a fim de salvar o maior número de vidas possíveis.

“Contudo, apesar de todos os recursos enviados pelo governo Federal a Mato Grosso, houve má gestão do governo estadual do Estado e de prefeitos de alguns municípios, o que ocasionou na falta de equipamentos médicos e insumos para tratamentos dos pacientes acometidos de forma mais grave pelo novo coronavírus, bem como para o tratamento precoce da doença, provocando a morte de muitos mato-grossenses”, argumentou no pedido.

No ofício, Medeiros também pede equipes de médicos e técnicos que possam auxiliar os profissionais de saúde, bem como o envio de medicamentos, equipamentos de proteção individual e outros aparelhos que entender necessários para auxiliar a crise vivida no estado em função da pandemia.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Mato Grosso ÷ é uma região administrativa forte para o atual Governo quê tem uns representantes bastante ativos junto a chamada Bancada Matogrossense, Medeiros é um Deus distingue até Sapo de Sapa com a maior desenvoltura em qq quebrada de necessidades e trabalhados empreender.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA Magia da Recuperação Judicial
Próximo artigoMichelle Bolsonaro convida Virginia Mendes para campanha de combate à violência contra mulher

O LIVRE ADS