Governo autoriza retomada de obras no Hospital Central após 34 anos

Unidade projetada para suprir as necessidades de alta complexidade no SUS deve ser entregue até o fim de 2022, ao custo de R$ 92 milhões

(Foto: SES/Divulgação)

O governador Mauro Mendes (DEM) autorizou, nesta sexta-feira (6), a retomada das obras do Hospital Central de Cuiabá. O projeto remodelado custará R$ 92,9 milhões, com prazo de 16 a 24 meses para a conclusão. 

A obra, já com contagem de calendário em andamento, ficou três décadas e meia parada. O hospital está projetado para ser a maior unidade de especialidades clínicas no Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso. 

Na remodelação, houve ampliação de 23 mil m² da estrutura e o hospital passará a ter 32 mil m² de área construída. O governo estima um total de 290 leitos, sendo 60 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atendimento estadual. 

“A intenção é que esse hospital venha a preencher as necessidades de alta complexidade, que é responsabilidade do Estado, dentre elas, cardiologia, neurologia, ortopedia, otorrinolaringologia, ginecologia e cirurgia geral”, disse o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo. 

Conforme o secretário, o Hospital Central deverá cumprir a função de manter atualizado o fluxo de cirurgias eletivas em Mato Grosso, cujo tempo de espera hoje é acima de 400 dias, com mais de 300 mil pacientes na fila. 

A obra será executada pela Consórcio LC Cuiabá, vencedor da concorrência pública. Conforme o governador Mauro Mendes, o valor fecha do contrato em R$ 92,9 milhões, é 20% abaixo do custo inicial de R$ 113,9 milhões. 

“Agora é com a empreiteira. A primeira etapa já foi vencida com a garantia de que 100% do recurso está em caixa para iniciar e concluir a obra. Temos prazo de 20 meses para a conclusão, mas esperamos que seja concluído com 16”, disse Mendes. 

Segundo ele, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) já cronograma a compra de equipamentos para inauguração “em tempo real” do hospital à conclusão dos serviços. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFaturamento da Indústria cresceu 5,2% em setembro
Próximo artigoCom ampliação de horário e final de ano chegando às academias começam a ter mais procura em Cuiabá e incrementam atividades