Governo assina contrato para construção da ferrovia entre Rondonópolis e Cuiabá

Obra foi orçada em R$ 11,2 bilhões e será entregue apenas daqui a 7 anos, em dezembro de 2028

Rio Verde (GO) - Obras de implantação do Polo de Cargas do Sudoeste de Goiás da Ferrovia Norte-Sul, trecho Rio Verde-Santa Helena de Goiás (Beth Santos/Secretaria-Geral da PR)

O governo de  Mato Grosso assinou nesta segunda-feira (20) o contrato para a construção da ferrovia estadual Vicente Vuolo com a empresa Rumo. O projeto de serviço é estimado em R$ 11,2 bilhões, valor que inclui a instalação de trilhos no percurso de Rondonópolis, Cuiabá  e Lucas do Rio Verde.

As obras vão iniciar no segundo semestre de 2022 e serão realizadas em etapas. A primeira estenderá os trilhos até Cuiaba e tem estimava de conclusão em 2025. A segunda etapa está planejada para iniciar no mesmo ano, com o traçado até a Lucas. A entrega final deverá ocorrer até 2028.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) tem prazo de seis meses para analisar os documentos de intervenção ambiental. Ao fim, a empresa outorgada terá mais seis para iniciar os serviços.

(Foto: Divulgação / Sinfra MT)

A Rumo foi a única empresa a apresentar projeto para a construção da ferrovia. Ela será responsável pela obra e receberá o direito de exploração de serviços de transporte de carga e passageiros por 45 anos.

“Esse projeto terá menor impacto ambiental,  se comparado a rodovias, e ligará Mato Grosso ao principal mercado industrial do país, no Sudeste. E isso vai acontecer com forte impacto na competitivamente porque a ferrovia vai competir com o transporte pelas estradas. A tendência é que o custo do transporte abaixe depois que ela passar a funcionar”, disse o governador Mauro Mendes.

O valor do contrato assinado hoje pelo grupo é quase o dobro do que era estimado  há dois anos. O CEO da Rumo, João Alberto Abreu, diz que a revisão está atrelada às correções de preços de materiais rolantes.

O governo de Mato Grosso estima que 25 municípios serão impactos pela obra da ferrovia, gerando cerca de 230 mil empregos formais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRisco de inflação alta não freia intenção de consumo dos cuiabanos
Próximo artigoCriança de 11 anos morre afogada ao tentar atravessar rio de MT a nado