Governo adia retorno às aulas presenciais

Mudança de cronograma foi motivada pelo aumento das internações em UTI por conta da covid

(Foto: Assessoria/ Gecom-MT)

O Governo de Mato Grosso decidiu, na tarde dessa sexta-feira (28), suspender o retorno das aulas na modalidade híbrida, marcado para a próxima semana.

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, as aulas vão continuar na modalidade não presencial até o fim deste semestre, no dia 16 de julho.

O alto índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e a volta do crescimento de casos e mortes, com o início da terceira onda da covid-19, foram os principais motivos para a suspensão, que foi definida em reunião com o governador Mauro Mendes.

Também foi considerado o início da vacinação dos profissionais da educação.

A previsão é que, após o recesso escolar do meio do ano, em agosto, os alunos retornem na modalidade híbrida, quando os servidores já devem estar imunizados.

Leia também:

Volta às aulas em MT está mantida? Seduc diz que sim. Professores dizem que não

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresa alega que informou à secretaria que remédios estavam vencidos no ano passado
Próximo artigoCovid: professores terão direito a 20% das vacinas nas próximas remessas