Governador se torna réu

Mauro Mendes é acusado de falsidade ideológica junto com juíza aposentada

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador Mauro Mendes (DEM) se tornou réu em uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF). A acusação é de crime de falsidade ideológica.

As informações são do site Isso É Notícia, que conseguiu com exclusividade a decisão do juiz Paulo César Alves Sodré, da 7ª Vara da Justiça Federal em Cuiabá.

Além de Mauro Mendes, foi denunciada pelo MPF a ex-juíza trabalhista Carla Reita Faria Real.

Ambos são suspeitos de terem fraudado uma transação de compra e venda de um apartamento de luxo na Capital.

De acordo com o site, Mauro Mendes arrematou o imóvel em um leilão judicial, do qual Carla Reita não poderia participar por ser juíza, na época. Pouco tempo depois, o hoje governador teria vendido o apartamento para a então magistrada.

Carla Reita perdeu o cargo justamente por conta da transação. Foi aposentada compulsoriamente em um processo administrativo.

À Justiça, tanto Mauro Mendes quanto Carla Reita afirmaram que a transferência do imóvel ocorreu por conta de um empréstimo que a juíza teria feito ao governador.

O MPF rebateu tal afirmação, contudo, sustentando ter informações da Polícia Federal de que Mauro teria, na época da transação, mais de R$ 3,5 milhões em sua conta corrente, o que tornava a tese do empréstimo insustentável.

Nesta segunda-feira (18), Mauro Mendes informou, via assessoria, que, “da mesma forma que aconteceu com a denúncia da Ararath, vamos apresentar a defesa na esfera responsável e provar que não praticamos nenhum ato ilegal”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBandidos fazem reféns em fazenda e levam R$ 226 mil em defensivos
Próximo artigoCongelar concursos e reduzir salários? Proposta de ajuste fiscal pode atingir MT

O LIVRE ADS