Governador se reúne com chefes dos Poderes para prestar contas de medidas contra coronavírus

Ficou definido que haverá reunião todas as segundas-feiras para que medidas de prevenção sejam alinhadas em conjunto

(Foto: Christiano Antonucci/ Secom MT)

O governador Mauro Mendes (DEM) definiu junto aos demais chefes de poderes órgãos constitucionais que realizar reuniões de trabalho todas às segunda-feiras para acompanhar e elaborar ações em relação ao enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

A primeira reunião interinstitucional foi realizada na tarde de ontem (23), no Palácio Paiaguás.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Guilherme Maluf, relata ao Livre que durante a reunião, Mauro prestou contas das ações que já foram realizadas pelo Poder Executivo para combater o novo coronavírus.

“Todos os chefes de poderes presentes também fizeram sugestões, e definimos que essa reunião às segunda-feiras vão ser importantes para tratarmos o que é prioritário: que é cuidar da saúde da população”, enfatizou.

Maluf reforça que as reuniões serão importantes para reforçar as medidas já adotadas pelos poderes e órgãos independentes – sendo que todos já definiram trabalho home office, liberação de servidores em grupo de risco, além de uma série de medidas voltadas a prevenção da proliferação da Covid-19.

Também participaram da reunião o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), o presidente do Tribunal de Justiça (TJMT), Carlos Alberto Alves da Rocha, o presidente da Associação Mato-grossense dos Magistrados (AMAM), juiz Tiago Abreu, e o defensor público-geral, Clodoaldo Queiroz.

“O Poder Judiciário está a disposição para auxiliar nas medidas contra o coronavírus”, destacou o presidente da AMAM, juiz Tiago Abreu.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBTS lança websérie para ensinar coreano
Próximo artigoEm videoconferência com Bolsonaro, Mauro cobra R$ 1 bi do FEX para aplicar no combate à covid-19

O LIVRE ADS