Governador nega aumento a professores: “nada mudou na última semana”

E o impasse segue adiante

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Sobre a proposta da AL, de que o Governo conceda reajuste de 7,69% aos profissionais da educação da rede estadual, de forma parcelada, Mauro Mendes (DEM) declarou nesta sexta-feira que não é possível conceder o aumento.

No documento, o presidente do Legislativo, deputado Eduardo Botelho (DEM) citou incremento na receita do Estado por medidas aprovadas pela Casa de Leis.

Mas Mauro afirmou que nada mudou no caixa do Estado e que a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) o impede de conceder qualquer aumento aos servidores.

“Nada mudou na última semana, nos últimos meses, enquanto não mudar nós ficamos impedidos de dar qualquer aumento aos servidores”, disse Mendes.

O governador ainda avaliou que o planejamento de obstrução da pauta da Assembleia proposta por deputados estaduais não gera mais recursos ao Estado.

“Estamos aqui para ouvir e decidir em cima de fatos concretos, não posso e não seremos uma administração irresponsável que vai ficar dando cheque sem fundo, autorizando gastos e obras”, destacou.

LEIA TAMBÉM:

Professores rejeitam proposta do Governo e greve continua

Greve na Educação: pais começam a transferir alunos para a rede particular