Golpe do Pix chega ao setor de bares e restaurantes de MT

Pedidos e comprovantes falsos na modalidade delivery estão prejudicando os empresários do setor

(Foto: Helena Lopes / Pexels)

O “golpe do Pix” chegou aos bares e restaurantes de Mato Grosso e tem causado prejuízos aos empresários. Na prática, um falso cliente faz o pedido, finge fazer o pagamento via Pix, envia o comprovante da transação, mas, na verdade, não existe.

Um empresário, que prefere não se identificar, relata que, de janeiro para cá, percebeu um aumento no pagamento por essa modalidade. Contudo, quando é feita a conferência das transações, é percebido que alguns dos pagamentos não ocorreram. O homem conta que sofreu um prejuízo de aproximadamente R$ 900.

“Agora mudamos a rotina, recebemos o pedido e conferimos na conta se entrou o comprovante, para aí sim, iniciar a produção na cozinha”, comenta. “Assim, zeramos as tentativas de golpe”, relata.

Golpe no país todo

A presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Mato Grosso (Abrasel-MT), Lorenna Bezerra, comenta que o golpe está sendo aplicado no Brasil todo. A prática, pontua, causa prejuízos aos empresários e expõe os entregadores a risco porque, em muitos casos, as entregas são feitas em locais considerados perigosos.

Para evitar esses problemas, a Abrasel orienta os empresários a criarem uma conta bancária exclusiva para pagamento no Pix em delivery. “Outra ação importantíssima é a conferência do valor da compra no status do banco, pois os comprovantes de Pix podem ser facilmente falsificados em vários aplicativos”, ressalta Lorenna.

A presidente destaca ainda que na maioria dos bancos é possível criar um usuário secundário onde a operadora de delivery tem acesso ao extrato da conta e assim, pode conferir se o Pix foi creditado. “Ou seja, os bancos já pensaram nisso”, conclui.

LEIA TAMBÉM

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMais de 3,4 mil deixaram Mato Grosso rumo a outros países em 2022
Próximo artigoCom fim da pandemia, Brasil volta a ser uma das 10 maiores economias do mundo