Globo de Ouro 2020: confira a lista de vencedores do cinema e da TV

O vencedor de Melhor Filme de Drama ainda não estreou no Brasil, mas deve alavancar bilheteria com o resultado da premiação; Já Joaquin Phoenix confirmou o favoritismo como Melhor Ator de Drama

Joaquin Phoenix faturou um dos prêmios mais cobiçados: Melhor Ator de Drama

Abrindo a temporada de premiações, a 77ª edição do Globo de Ouro revelou neste domingo (5) quais são os melhores profissionais e produções do cinema e da TV em 2020. Filme de Sam Mendes, “1917” venceu a categoria Melhor Filme de Drama, enquanto Era uma vez em Hollywood, de Tarantino, faturou a de Melhor Filme de Comédia ou Musical.

Os brasileiros ainda não tiveram a oportunidade de ver o filme de Mendes na telona, já que estreia no país no dia 20 de fevereiro.

Neste, durante a Primeira Guerra Mundial dois soldados britânicos (George MacKay e Dean-Charles Chapman) recebem uma missão aparentemente impossível e têm que lutar contra o tempo. Eles devem cruzar território inimigo e entregar uma mensagem que cessará o ataque brutal de milhares – entre eles, o irmão de Blake.

Muito importante por ser entregue pela crítica, a premiação é realizada pela Hollywood Foreign Press (Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood) e costuma funcionar com um termômetro para outro grande evento de tapete vermelho, o Oscar, que ocorre no dia 9 de fevereiro. Já a lista de indicações sai em breve: 13 de janeiro.

Mais estatuetas

Dentre as categorias de maior destaque, Parasita abriu a noite confirmando o favoritismo de Melhor Filme Estrangeiro, assim como Era uma vez em Hollywood, indicado em cinco categorias, faturou três prêmios importantes.

Além da estatueta de Melhor Filme de Comédia ou Musical, o filme sátiro-poético de Tarantino levou também, as estatuetas de Melhor Roteiro e de Melhor Ator Coadjuvante para Brad Pitt.

Indicado em quatro categorias, Coringa, de Todd Phillips confirmou o que muita gente esperava: Joaquin Phoenix faturou a estatueta que pode abrir caminho para mais um Oscar da carreira. Para fazer o filme o ator teve que emagrecer 23 quilos e além desse desafio, as nuances do personagem são dignas de uma montanha russa.

Ele agradeceu ao diretor: “Todd, você foi um grande colaborador e você me convenceu a fazer esse filme, você me incentivou ao máximo. Sei que sou difícil e não sei como você me aguentou”.

Dentre os sucessos da TV, a série da HBO, Chernobyl mostrou que a expressiva audiência também refletia a preferência dos críticos. A Melhor Minissérie para TV é baseada em fatos e relatou os eventos que antecederam o desastre nuclear.

A TNT exibiu o evento sediado em Los Angeles (EUA).

Destaques da noite

      • O comediante Rick Gervais direcionou algumas de suas piadas ácidas a Martin Scorcese. O diretor de O Irlandês protagonizou polêmicas por criticar filmes de super-heróis, em especial, os da Marvel. Em certo momento, fez jus à fama de ousado, dizendo que o ano havia sido expressivo para filmes sobre pedófilos e aí, além de Leaving Neverland e Surviving R. Kelly, citou Dois Papas, do diretor brasileiro Fernando Meirelles.
      • A atriz Ellen Degeneres recebeu o prêmio Carol Burnett Award pelo conjunto da obra. Na apresentação, foi destacado seu pioneirismo de expor na televisão que é uma mulher lésbica e ela foi ovacionada. Em seu discurso de agradecimento lembrou dos incêndios na Austrália.
      • Falando em Austrália, Russel Crowe não esteve presente à cerimônia, mas mandou um recado:
      • A atriz australiana Cate Blanchett também enfatizou a dura realidade dos incêndios em seu país e homenageou os bombeiros voluntários. Ela também fez um apelo: “quando um país enfrenta um desastre climático, todos o mundo enfrenta junto”.
      • Ao receber o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro, o diretor do longa-metragem sul-coreano, Bong Joon-ho pediu que Hollywood ultrapasse “a barreira das legendas” pois há muitos “filmes incríveis”.
      • Tom Hanks foi homenageado com o Prêmio Cecil B. Demille, atribuído a uma personalidade que contribuiu de forma significativa ao longo da sua carreira no mundo do entretenimento. O ator estava muito emocionado e relembrou sua trajetória.
      • Ao receber o prêmio, Joaquin Phoenix elogiou o jantar vegano: “foi uma mensagem poderosa”. Ele usou de humildade para falar sobre a vitória e amenizou dizendo: “todos nós sabemos que não tem como concorrer aqui, é para vender propaganda, vender televisão. Me inspiro em vocês e sou aluno de vocês”.

Confira quem levou a melhor:

MELHOR FILME – DRAMA

1917 (vencedor) 
Coringa
Dois Papas
História de um Casamento
O Irlandês

MELHOR FILME – COMÉDIA OU MUSICAL

Era uma Vez em… Hollywood (vencedor)
Entre Facas e Segredos
Jojo Rabbit
Meu nome é Dolemite
Rocketman

MELHOR DIRETOR

Bong Joon-ho, Parasita
Martin Scorsese, O Irlandês
Quentin Tarantino, Era uma Vez em… Hollywood
Sam Mendes, 1917 (vencedor)
Todd Phillips, Coringa

Sam Mendes

MELHOR ATRIZ – DRAMA

Cynthia Erivo, Harriet
Charlize Theron, O Escândalo
Renée Zellweger, Judy – Muito Além do Arco-Íris (vencedora)
Saoirse Ronan, Adoráveis Mulheres
Scarlett Johansson, História de um Casamento

MELHOR ATOR – DRAMA

Antonio Banderas, Dor e Glória
Adam Driver, História de um Casamento
Christian Bale, Ford v Ferrari
Joaquin Phoenix, Coringa (vencedor)
Jonathan Pryce, Dois Papas

MELHOR ATRIZ – COMÉDIA OU MUSICAL

Awkwafina, The Farewell (vencedora)
Ana de Armas, Entre Facas e Segredos
Beanie Feldstein, Fora de Série
Cate Blanchett, Cadê Você, Bernadette?
Emma Thompson, Late Night

MELHOR ATOR – COMÉDIA OU MUSICAL

Daniel Craig, Entre Facas e Segredos
Eddie Murphy, Meu Nome é Dolemite
Leonardo DiCaprio, Era uma Vez em… Hollywood
Roman Griffin Davis, Jojo Rabbit
Taron Egerton, Rocketman (vencedor)

Taron Egerton

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Annette Bening, O Relatório
Jennifer Lopez, As Golpistas
Kathy Bates, O Caso Richard Jewell
Laura Dern, História de um Casamento (vencedora)
Margot Robbie, O Escândalo

Laura Dern interpretou a advogada Nora Fanshaw

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Al Pacino, O Irlandês
Anthony Hopkins, Dois Papas
Brad Pitt, Era uma Vez em… Hollywood (vencedor)
Joe Pesci, O Irlandês
Tom Hanks, Um Lindo Dia na Vizinhança

Brad Pitt

MELHOR ROTEIRO

Anthony McCarten, Dois Papas
Bong Joon-ho e Han Jin-won, Parasita
Noah Baumbach, História de um Casamento
Quentin Tarantino, Era uma Vez em… Hollywood (vencedor)
Steven Zaillian, O Irlandês

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

Dor e Glória
Les Misérables
Parasita (vencedor)
Retrato de uma Jovem em Chamas
The Farewell

MELHOR ANIMAÇÃO

Como Treinar seu Dragão 3
Frozen 2
Link Perdido (vencedor)
O Rei Leão
Toy Story 4

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Beautiful Ghosts, Cats
(I’m Gonna) Love Me Again, Rocketman (vencedor)
Into the Unknown, Frozen 2
Spirit, O Rei Leão
Stand Up, Harriet

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL PARA FILMES

Alexandre Desplat, Adoráveis Mulheres
Daniel Pemberton, Brooklyn – Sem Pai Nem Mãe
Hildur Guðnadóttir, Coringa (vencedora)
Thomas Newman, 1917
Randy Newman, História de um Casamento

TV

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA

Big Little Lies
Killing Eve
The Crown
The Morning Show
Succession (vencedora)

MELHOR SÉRIE COMÉDIA OU MUSICAL

Barry
Fleabag (vencedora)
O Método Kominsky
The Marvelous Mrs. Maisel
The Politician

Fleabag

MELHOR ATOR EM SÉRIE COMÉDIA OU MUSICAL

Ben Platt, The Politician
Bill Hader, Barry
Michael Douglas, O Método Kominsky
Paul Rudd, Cara x Cara
Ramy Youssef, Ramy (vencedor)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE COMÉDIA OU MUSICAL

Christina Applegate, Disque Amiga para Matar
Kirsten Dunst, On Becoming a God in Central Florida
Natasha Lyonne, Boneca Russa
Phoebe Waller-Bridge, Fleabag (vencedora)
Rachel Brosnahan, The Marvelous Mrs. Maisel

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA

Jennifer Aniston, The Morning Show
Jodie Comer, Killing Eve
Nicole Kidman, Big Little Lies
Olivia Colman, The Crown (vencedora)
Reese Witherspoon, Big Little Lies

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA

Brian Cox, Succession (vencedor)
Billy Porter, Pose
Kit Harington, Game of Thrones
Rami Malek, Mr. Robot
Tobias Menzies, The Crown

MELHOR MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Catch-22
Chernobyl (vencedora)
Fosse/Verdon
Inacreditável
The Loudest Voice

MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Christopher Abbott, Catch-22
Jared Harris, Chernobyl
Russell Crowe, The Loudest Voice (vencedor)
Sacha Baron Cohen, O Espião
Sam Rockwell, Fosse/Verdon

Russel Crowe

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Helen Mirren, Catarina, a Grande
Joey King, The Act
Kaitlyn Dever, Inacreditável
Merritt Wever, Inacreditável
Michelle Williams, Fosse/Verdon (vencedora)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Alan Arkin, O Método Kominsky
Andrew Scott, Fleabag
Henry Winkler, Barry
Kieran Culkin, Succession
Stellan Skarsgård, Chernobyl (vencedor)

Stellan Skarsgård

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Emily Watson, Chernobyl
Helena Bonham Carter, The Crown
Meryl Streep, Big Little Lies
Patricia Arquette, The Act (vencedora)
Toni Collette, Inacreditável

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMoradores reagem ao verem mulher sendo espancada e arrastada pelos cabelos
Próximo artigoHomem é preso por abusar de neta da esposa e agredir enteada

O LIVRE ADS