Ghostbusters: Mais Além salvou franquia após reboot, diz CEO da Sony

O filme deve ganhar uma sequência que ainda não conta com data de estreia.

A franquia Ghostbusters ficou em um limbo após a estreia do criticado reboot de 2016. Sendo uma marca valiosa para a Sony, foi preciso replanejar tudo e fazer um segundo reboot que estreou em 2021, conseguindo agradar a maioria dos fãs.

O CEO da Sony Pictures, Tom Rothman, afirmou que Ghostbusters: Mais Além foi eficaz em ressuscitar a franquia.

“Quando assumi a Sony, dizia-se que não tínhamos propriedades intelectuais. Isso não é verdade, pois temos coisas fantásticas, só precisávamos focar nisso. Temos Jumanji, Bad Boys, Uncharted… Caça-Fantasmas, por exemplo. Um pouco antes de eu chegar, tentaram seguir por um caminho que não deu muito certo. Mas graças ao Jason Reitman [diretor de Mais Além] e a relação dele com o Ivan [Reitman, pai de Jason e diretor do filme original], conseguimos ressuscitar a série com um sucesso tremendo.”, disse em entrevista ao Dealine.

Ghostbusters: Mais Além traz Finn Wolfhard (Stranger Things) e Mckenna Grace como os netos de Egon Spengler (Harold Ramis).

O filme deve ganhar uma sequência que ainda não conta com data de estreia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJensen Ackles se recusou a gravar uma cena da 3ª temporada de The Boys
Próximo artigoHomem-Aranha: Sem Volta Para Casa chega ao HBO Max em julho