Geladeira velha? 450 famílias em Cuiabá e Várzea Grande vão ganhar uma nova

Técnicos da Energisa farão uma analise prévia dos equipamentos e o laudo será decisivo na seleção dos beneficiados

Moradores de seis bairros de Cuiabá e Várzea Grande terão suas geladeiras substituídas gratuitamente por outras novas a partir desta quinta-feira (3). A iniciativa faz parte do projeto Nossa Energia, da Energisa Mato Grosso, em uma ação em parceria com a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (SETASC).

Serão 450 famílias beneficiadas até janeiro de 2021, divididas em seis etapas. Nesta primeira semana, 75 aparelhos serão entregues no bairro Jardim Glória II, em Várzea Grande. Também receberão o projeto os bairros Jardim Alá e Mapim, em Várzea Grande, e Altos da Serra II, Altos da Glória e Jardim Florianópolis, em Cuiabá.

O projeto tem por objetivo trazer economia de fato no consumo de energia elétrica de clientes da Energisa e consiste em três etapas. Primeiro, a visita das equipes às casas dos moradores, para avaliar as condições das geladeiras em uso. Com base nessa análise, vem a segunda etapa, que é a de ranquear os equipamentos conforme requisitos técnicos pré-estabelecidos e informado aos participantes.

A terceira etapa é a da troca. Em cada bairro, as 75 geladeiras que foram indicadas pela análise como as que mais precisam ser “aposentadas” serão substituídas por outras novas, gratuitamente.

Todos os bairros e famílias que participam desta ação foram indicadas pela SETASC. A ação integra o projeto Nossa Energia, da Energisa Mato Grosso, que é realizado por meio do programa de Eficiência Energética, em parceria com a ANEEL.

Visitas seguras

Todos as equipes do projeto receberam orientações para tomarem todas as medidas de segurança ao entrar no imóvel para avaliar a geladeira. Os colaboradores que visitarão as famílias estarão com o crachá da empresa Avante Energia e Serviços Eireli, que é parceira da Energisa no projeto e estará com o uniforme do Nossa Energia.

Lâmpadas mais econômicas

Além de poderem participar da avaliação para a troca de geladeiras, todos as famílias que receberem a visita das equipes do projeto que tiverem interesse também poderão trocar lâmpadas fluorescentes e incandescentes por outras mais econômicas.

Para isso, as lâmpadas antigas não podem estar danificadas e precisam já ter sido retirada dos receptáculos (conhecido mais popularmente por bocal). Há o limite de seis lâmpadas por família.

Descarte ecologicamente correto

Todos os equipamentos que a Energisa retirará das casas, assim como as lâmpadas, serão levados para um local de armazenamento para depois ter o descarte feito de forma ecologicamente correta, conforme as leis ambientais.

Veja o cronograma:

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.