Gasolina cara? Conversão para o gás natural aumentou quase 10% em MT

Também quer fazer a troca? O LIVRE cita o passo a passo necessário para ter um carro seguro e regularizado junto ao Detran

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Dados do setor de Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito do Detran-MT (Renaest) apontam para um crescimento de 9% – de 2020 para 2021 – do número de veículos em Mato Grosso que realizaram a alteração de combustível.

No ano passado, 1.290 proprietários de veículos no Estado optaram pela instalação do kit do Gás Natural Veicular (GNV). Neste ano, já são 1.405 alterações registradas.

Como fazer a mudança?

A mudança do combustível é uma alteração que precisa ser feita seguindo os procedimentos estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), para que o veículo circule de forma regular.

Para realizar a alteração, o proprietário deve agendar o atendimento presencial em alguma unidade do Detran-MT – o que pode ser feito pelo site oficial (www.detran.mt.gov.br).

O Detran vai realizar uma vistoria prévia e emitir um termo de autorização para que o proprietário do veículo realize a instalação do kit GNV na oficina mecânica de sua preferência.

LEIA TAMBÉM

Após a instalação, o veículo deve ser levado até uma empresa homologada pelo Inmetro para emitir o Certificado de Segurança Veicular (CSV). Feito isso, o proprietário retorna ao Detran passando novamente pela vistoria para validar a alteração realizada.

Só depois disso será encaminhado para dar início ao processo de mudança de característica no Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV-e).

Infração grave

Quem apenas instalou o kit gás e já está circulando utilizando o combustível sem regularização junto ao Detran está cometendo infração de trânsito grave, com penalidade de 5 pontos na CNH, multa de R$ 195,23 e retenção do veículo para regularização, caso seja flagrado em uma fiscalização de trânsito.

Além disso, os veículos legalizados para o uso do GNV precisam realizar a inspeção técnica e a vistoria anualmente para conseguir emitir o Licenciamento anual. Sem o Certificado de Segurança Veicular (CSV) atualizado e a vistoria, o proprietário não conseguirá licenciar o veículo.

Essa inspeção serve para garantir o bom funcionamento do kit gás e verificar possíveis vazamentos que impliquem na segurança do veículo e seus ocupantes.

Quanto custa?

Para fazer o procedimento de regularização da alteração de característica do veículo junto ao Detran, o cidadão deverá pagar as seguintes taxas:

  • Vistoria veicular: R$ 23,91
  • Autorização para alteração de característica: R$ 134,14
  • Emissão do CRV-e/CRLV-e: R$ 226,90

Além das taxas do Detran, também existem os custos referentes ao serviço de instalação do kit gás pela oficina mecânica escolhida pelo cidadão e a taxa cobrada pela empresa homologada pelo Inmetro para emitir o Certificado de Segurança Veicular (CSV).

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAngelina Jolie quer interpretar Thena mais uma vez
Próximo artigoDiretor de Jurassic World: Domínio anuncia que filme já está pronto