“Fura-fila” em Cuiabá: polícia abre 13 investigações para apurar falsos servidores e dados de mortos

Se as denúncias forem confirmadas, suspeitos podem responder por crime contra a saúde pública, com pena de até um ano de prisão

(Foto: Ednilson Aguiar)

Treze procedimentos investigatórios foram abertos pela Polícia Civil para apurar supostas irregularidades na vacinação da covid-19, em Cuiabá. A lista de possíveis irregularidades contém servidores que não profissionais de áreas prioritárias e utilização de dados de pessoas falecidas.

A investigação é feita pela Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon).

Se as denúncias forem confirmadas, os suspeitos podem responder por crime contra a saúde pública, com pena de até um ano de prisão. Além destes, a lei prevê crimes como: falsidade ideológica ou o uso de documento falso. As penas podem chegar aos seis anos de prisão.

As investigações iniciaram após a Polícia Civil requisitar dados de outros órgãos públicos e passar a receber denúncias e informações enviadas pela Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Cuiabá e pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE).

LEIA TAMBÉM

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstudante de Cuiabá ganha bolsa de estudos em universidade da Espanha
Próximo artigoTaques é investigado por formação de “caixa 2” e lavagem de dinheiro