Fura-fila de vacinação contra a covid-19 já pode ser multado em até R$ 21 mil

Projeto de lei sancionado nessa sexta-feira (26) prevê punição a pessoas pegas em fraude de até 120 UPF

Foto: Marcos Adriano

Está em vigor a lei municipal que pune pessoas que furarem a fila de vacinação contra a covid-19 em Cuiabá. O projeto de lei nº 6.661 foi sancionado nessa sexta-feira (26) pelo prefeito Emanuel Pinheiro e estabelece multa de até R$ 21,8 mil ao infrator. 

“As pessoas precisam entender que um ato desse é, no mínimo, criminoso. Vai chegar o dia que todos serão imunizados, mas se, enquanto isso, precisarmos ter que estabelecer medidas e leis mais severas para deter esse tipo de fraude, iremos fazer”, afirmou o prefeito. 

O valor da multa está estipulado por Unidade Padrão Fiscal (UPF), corrigida de mês para mês. A punição mais alta obriga a pessoa flagrada a pagar 120 UPF. No valor deste mês, de R$ 181,98, a soma chega a R$ 21.837,60. 

As penalidades previstas na lei não se aplicam em casos devidamente justificados nos quais a ordem de prioridade da vacinação não foi observada para evitar o desperdício de doses de vacina. 

A norma entra em vigor na semana em que Cuiabá passou um acesso em massa no agendamento de vacinação. Após a divulgação de fake news sobre cronograma que previa data e faixa-etária, cerca de 1 milhão de pessoas acessaram o link para fazer o cadastro para imunização pelo site da prefeitura.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEspetáculo de dança “conSENTE” traz reflexões sobre violência doméstica
Próximo artigoHomenagem a Aníbal Alencastro traz memórias das antigas salas de cinema de Cuiabá