Funcionários do Ganha Tempo alegam falta de pagamento e deixam de atender

Governo passou a administrar unidades após operação contra empresa Rio Verde, até então responsável pelo Ganha Tempo

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Quem procurou algumas unidades do Ganha Tempo desde a sexta-feira (25) ficou sem atendimento. Parte dos funcionários alegou atraso no pagamento dos salários e realizou um protesto. Hoje algumas unidades ainda permaneceram sem atendimento ao público.

Em nota, a Secretaria de Estado de Planejamento de Gestão (Seplag) alega que já realizou o pagamento de todos os funcionários do Ganha Tempo em Mato Grosso.

O órgão afirma ainda que o atraso se deu em função de problemas operacionais causados por divergências no tipo de conta fornecida pelos funcionários.

O prazo dado pelo governo para a regularização dos pagamentos se encerra nesta segunda-feira (28).

LEIA TAMBÉM

A Seplag assumiu a gestão das unidades desde setembro, por força de decisão judicial durante a Operação Tempo é Dinheiro,  que investiga irregularidades cometidas pela empresa Rio Verde, que até então administrava todas as unidades do Ganha Tempo.

Segundo o que foi apurado, até o momento foram encontrados indícios de lançamento de atendimentos fictícios por parte da empresa, gerando uma contraprestação estatal indevida.

Também foram apontadas condutas por parte da empresa no sentido de dificultar a fiscalização da regularidade dos atendimentos por parte dos órgãos de controle.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSó nome limpo não basta: especialista dá dicas para ter um cadastro positivo
Próximo artigoPetista quer aumentar imposto sobre a compra de armas em MT