Funcionária pública aposentada realiza sonho de ter pousada em Chapada

Heliane Zanol entrou aos 19 anos em serviço público e ao longo dos anos percebeu que tinha vontade de empreender

(Foto: Assessoria)

Quando Heliane Zanol entrou no serviço público do Governo do Estado de Mato Grosso, aos 19 anos de idade, não imaginou que, 38 anos depois, teria coragem para empreender, quase aos 60 anos de idade. De fato, estudos mostram que a aposentada está “fora da curva”: um estudo do Sebrae indica que o perfil do empreendedor no Brasil é formado em sua maioria por homens (68%), entre 35 a 54 anos (50%).

“Confesso que ao longo da minha jornada no serviço público, as coisas foram acontecendo: família, filhos, netos. Aí comecei a sonhar em ter uma pousada. Visualizava essa pousada na beira do mar, mas que também passasse um riozinho perto. O pensamento era atender um público seleto, em alguma praia sossegada, longe de badalação. Seria uma conexão com a natureza e pronto”, lembra.

Com um perfil sonhador e, ao mesmo tempo, que vai executando aos pouquinhos para alcançar o que almeja, Heliane foi fazendo suas tentativas para chegar mais perto do que desejava.

“Sabia que esse meu sonho só poderia ser possível após a aposentadoria. Assim, procurei estudar outras possibilidades e preencher o tempo disponível após as 6 horas de trabalho no órgão público. Foi assim que, em 2004, me tornei profissional de Harmonização de Ambientes, técnica conhecida como Feng Shui, e que é ligada indiretamente à arquitetura e decoração. Aí passei a fazer consultoria em projetos arquitetônicos, desenvolvendo projetos com outros profissionais de arquitetura e ministrando cursos. Era o comecinho prático de tudo”, afirmou.

Foi assim, mas ainda sem saber o que estava por vir, que Heliane se mudou para Chapada dos Guimarães (54 km distante de Cuiabá). “Sempre senti uma conexão muito forte com Chapada. Algo me ancorava ali e era como rever um lugar conhecido de muitos e muitos anos. Foi assim que me mudei pra lá em 2011 e, desde aquela época, comecei a ‘descer’ diariamente pra continuar trabalhando no serviço público. Aí chegou o momento da aposentadoria. Finalmente estava livre para fazer meu sonho sair do papel. Mas não foi assim, de uma hora para outra”, define.

A primeira tentativa de ter algo bem distante da antiga realidade de Heliane foi um ‘Espaço Terapêutico Holístico’. “E que durou apenas um ano. A cidade não absorveu. E aí, como num passe de mágica, surgiu a oportunidade de arrendar uma pousada. Ah!, pensei, uma pousada! Em Chapada dos Guimarães? Mas e a beira do mar? E meu sonho? Bom, como tudo em nossa jornada vem com surpresas, logo entendi que estava pronta para iniciar o desafio daquela pousada. Assim surgiu a Pousada e Spa Caminho do Sol”, relembra.

(Foto: Assessoria)

Mas ainda não era o sonho formado. “O local foi edificado no ano 2000. É rústico como eu gosto, mas faltava uma grande reforma, além de conseguir colocar a minha marca. O lugar é mágico: silencioso e contemplativo, ao lado de um sítio lindo, com belíssimas árvores, cavalos e gado. Os pássaros cantam felizes. A natureza se comunica o tempo todo conosco e o pôr do sol é perfeito! Foi assim que o sonho de uma pousada, ainda que não do jeito que havia sonhado bem lá atrás, se realizou neste mês de agosto de 2021. A Caminho do Sol é a vida se mostrando tal qual ela é: a gente pode até ter sonhos, mas vez ou outra ela trata de nos mostrar outras possibilidades”, pontuou a agora aposentada, mas também empreendedora.

Mais informações – Para saber mais sobre a Pousada e Spa Caminho do Sol, acesse www.pousadacaminhodosol.com.br ou ainda www.instagram.com/pousada.caminhodosol.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMarco civil da internet: confira o que muda com medida provisória
Próximo artigoForça-tarefa recupera veículo roubado em SP e que seria levado para Bolívia