“Função de mãe não é ser amiguinha”: médica exclui perfil da filha com 2 milhões de seguidores e polemiza

Atitude da mãe foi bastante criticada

O sonho de ser um webcelebridade pode ter sido destruído para uma garota de 14 anos depois de sua mãe ter excluído seu perfil com quase 2 milhões de seguidores.

Temendo pelo amadurecimento de sua filha, a médica paulistana Fernanda Rocha Kanner viralizou uma publicação em seu perfil do Instagram quando justificou a ausência da filha nas redes sociais.

Segundo ela, a menina de 14 anos, Nina Rios, tinha um perfil no TikTok com quase 2 milhões de seguidores, e já era considerada uma influencer, tendo até fã clube, segundo a reportagem da revista Casa & Jardim.

No texto, Fernanda explicou que não achava saudável que adultos e adolescentes tenham como referência de autoconhecimento o feedback virtual que recebem nas redes sociais. Ela achou que o número de seguidores era ilusório e que isso só atrapalharia o processo de individualidade da filha.

No texto forte, ela afirma que não deseja ver a filha “brilhante” sendo obrigada a dançar diariamente como “um babuíno treinado”. A médica também não deseja que a filha seja afetada psicológicamente pelos elogios e críticas.

A publicação de Fernanda, porém, não agradou os internautas, principalmente os seguidores órfãs de Nina. As pessoas acharam o comportamento dela “controlador” e “abusivo”.

No fim, ela respondeu as críticas e afirmou que o preço da fama sempre é muito triste.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Totalmente apoiado o depoimento da ma~e.
    Hoje essa geração juvenil está alienada.
    Vejo comentários de “gente” que se admira por bebês saberem usar celulares e como os maiores manejam computadores.
    Não conseguem passar em um vestibular de uma universidade pública, são cavalgaduras frustradas e não conseguirão bons empregos. Serão um peso para a sociedade.
    Se cursarem, por exemplo, medicina…Vão ligar o youtube para verem como intubar paciente…sim, isso já é uma realidade.
    Ou, as que trabalham na enfermagem, usarão unhas bem longas e pintadas…como movimentar um paciente no leito?
    Cito esses tristes fatos…porque vi e ouvi relatos.
    ISSO MESMO…CULTIVEM SEUS FILHOS “INFLUENCER”.
    Parabéns a essa mãe.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJudicialização das aulas
Próximo artigoTJ desbloqueia R$ 4,1 milhões do prefeito de Rondonópolis