Fraude na AL e no TCE: Justiça bloqueia R$ 545 mil de servidores

Esquema veio a público após uma operação do Gaeco, realizada em 2017

A Justiça de Mato Grosso bloqueou R$ 545,338 mil em bens de 10 suspeitos de desviar dinheiro de convênios com a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Contas.  Eles usavam na Faespe(Fundação de Apoio ao Ensino Superior do Estado) no esquema, que consistia em firmar contratos com empresas fantasmas, não executar os serviços e receber por meio de comprovações e notas fiscais sem idoneidade.

A decisão da juíza Célia Regina Vidotti, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Popular, foi dada no dias 25 de janeiro nos autos de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual (MPE). As investigações a respeito do esquema de fraudes iniciou na esfera penal com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que deflagrou a Operação Convescote em junho de 2017.

No rol de acusados estão servidores públicos da Assembleia Legislativa e Tribunal de Contas do Estado, empresários, um Policial Militar e um contador.

Confira a quantia bloqueada de cada um dos acusados:

  • Marcos José da Silva; Jocilene Rodrigues Assunção; Luiz Benvenutti Castelo Branco de Oliveira; Marcos Antonio de Souza; Elizabeth Aparecida Ugolini até o montante de R$ 277.594,23 (duzentos e setenta e sete mil, quinhentos e noventa e quatro reais e vinte e três centavos);
  • Lazaro Romualdo Gonçalves de Amorim até o montante de R$49.400,00 (quarenta e nove mil e quatrocentos reais);
  • Marcelo Catalano Correa, até o montante de R$38.884,23 (trinta e oito mil, oitocentos e oitenta e quatro reais e vinte e três centavos).
  • Nerci Adriano Denardi, até o montante de R$11.850,00 (onze mil, oitocentos e cinquenta reais);
  • Odenil Rodrigues de Almeida, até o montante de R$11.950,00 (onze mil novecentos e cinquenta reais);
  • Sued Luz, até o montante de R$155.660,00 (cento e cinquenta e cinco mil, seiscentos e sessenta reais).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCovid-19: MT teve 18 mil vacinados na primeira fase da campanha
Próximo artigoVídeo| Gasoduto estoura em mineradora no interior de MT