FPA busca soluções para esgotamento de recursos de política agrícola em 2019

Segundo a presidente da FPA, deputada Tereza Cristina, volume de recursos para o Plano Safra teve redução expressiva

Foto: Agência FPA

Em reunião nesta terça-feira (6), parlamentares da Frente Parlamentar da Agropecuária demonstraram preocupação com a escassez de recursos para política agrícola em 2019. O volume voltado para a agricultura, tanto no Plano Safra quanto no Orçamento Federal para o próximo ano, teve diminuição expressiva, segundo a presidente da FPA, deputada Tereza Cristina (DEM/MS).

A Política Agrícola engloba investimentos em custeio e comercialização por meio da garantia de crédito aos produtores rurais, além de outros incentivos como seguro rural, aportes para gestão de crise, agroenergia, abastecimento e Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP).

[featured_paragraph]“Há uma falta já eminente de recursos destinados à agricultura, sejam eles para crédito e seguro rural ou para garantia de renda, fomento e comercialização do setor agrícola. É uma situação alarmante que prejudica a segurança e a competitividade da produção agropecuária brasileira ”, enfatizou a presidente.[/featured_paragraph]

Para o vice-presidente da FPA, deputado Alceu Moreira (MDB/RS), urge a necessidade de um plano plurianual para a política agrícola no Brasil. “A agricultura precisa de previsibilidade e uma política integrada. Não se faz planejamento sem segurança a longo prazo. Estamos tapando buracos. O setor agropecuário, ao mesmo tempo que carrega a economia do país nas costas, não tem suporte adequado por parte do governo. A produção de alimentos e insumos está comprometida”, defendeu Moreira.

Foto: Assessoria

O deputado Adilton Sachetti (PRB/MT), vice-presidente da FPA na Região Centro-Oeste, afirmou que a falta de recursos demonstra um endividamento e descapitalização do setor agropecuário brasileiro. “Esse cenário para a próxima safra só demonstra que o setor não está bem. Não há investimentos assegurados ao setor que levou o país nas costas durante a crise econômica”, afirmou Sachetti.

Novo Congresso

Deputados eleitos para a legislatura 2019-2022 também estiveram presentes na reunião da FPA desta terça-feira (6). É o caso de Alexandre Frota (PSL/SP), José Carlos Schiavinato (PP/PR) e Zé Mário (DEM/GO). Os futuros parlamentares parabenizaram a FPA pela atuação legislativa em questões essenciais ao desenvolvimento do país e reiteraram a importância do setor produtivo no crescimento econômico do país.

Em sua fala, o deputado eleito Alexandre Frota afirmou que vem para colaborar na construção de um Brasil melhor e espera que a renovação legislativa do Congresso Nacional possa contribuir para isso. Para Schiavinato, debater políticas para o agronegócio brasileiro é sempre uma necessidade. “Temos a missão árdua de representar milhares de agricultores e produtores rurais em prol do desenvolvimento da agropecuária e do país”, destacou o deputado eleito pelo PP.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia prende acusado de matar gerente de fazenda em Nova Ubiratã
Próximo artigoPrimeiras mulheres da equipe de transição podem ser nomeadas em breve