Fort Atacadista doa 10 toneladas de alimentos perecíveis para três instituições filantrópicas de Cuiabá

Hospital de Câncer, Associação Terapêutica e Ambiental e Instituto Gustavo Guedes receberam 12 pallets de alimentos neste domingo (12)

Representantes de três instituições filantrópicas de Cuiabá receberam neste domingo (12.12) a doação de dez toneladas de alimentos perecíveis da loja Fort Atacadista Chapada, localizada na saída para Chapada dos Guimarães, temporariamente fechada em atendimento a uma decisão judicial.

Os produtos doados seriam comercializados, mas como houve a suspensão das atividades, o atacadista decidiu por fazer a doação dos alimentos perecíveis.

Os 12 pallets contendo legumes, frutas e verduras serão utilizados para alimentação de pessoas atendidas pelo Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCanMT), Associação Terapêutica e Ambiental Paraíso (ATAP) e Instituto Gustavo Guedes/Associação de Famílias Negras e Periféricas de Mato Grosso (AFANP-MT).

Para Silvia Negri, coordenadora de Desenvolvimento Institucional do HCanMT, o hospital tem uma grande deficiência financeira para aquisição de produtos e os alimentos são muito bem-vindos para trazer uma alimentação adequada aos pacientes que se encontram internados. “Quanto mais frutas e verduras, melhor para o tratamento. Esses são produtos que normalmente não recebemos doações, então essa ajuda do Fort Atacadista será muito importante para poder atender as necessidades do hospital por alguns dias”. Até novembro deste ano, a instituição fez mais de 120 mil atendimentos.

Outra entidade beneficiada com as doações, a ATAP atende cerca de 120 dependentes químicos (drogas e álcool) e faz o acolhimento e reinserção social de moradores de rua, devolvendo à família a pessoa tratada. “Nossa felicidade é que o Fort sempre nos atende, porque não temos ajuda do Poder Público. Os alimentos que ganhamos serão utilizados da melhor forma possível, porque tratamento não é só medicamento, mas também a alimentação do cidadão. Não se recupera um dependente químico sem uma comida de qualidade”, destacou o diretor Alonso Alcântara Moura.

Segundo Silvana Regina Conceição, vice-presidente do Instituto Gustavo Guedes e representante da AFANP-MT, entidades que atendem cerca de 1700 famílias, em nove bairros da capital, entre eles Jardim União e Florianópolis, nas proximidades do Fort Chapada, os alimentos doados mudam a vida dessas famílias, que raramente têm acesso a frutas como uva, laranja e maçã, por exemplo.

“O sentimento é de gratidão por receber os alimentos, mas por outro lado é triste de ver a loja fechada. Pais de família dos arredores trabalham aqui e estão preocupados se não tiver uma decisão urgente. Estavam muito felizes pelo emprego conseguido no Fort e agora estão inseguros, com medo. O fechamento da loja prejudica muito a nossa comunidade”, conclui.

Leia também

Trabalho para retomada

O gerente nacional de Operações do Fort Atacadista, Paulo Nogueira, presente na entrega das doações, falou do orgulho da rede com o novo empreendimento, inaugurado em 26 de novembro. “Geramos mais de 200 empregos diretos nessa loja, que é a nossa quarta unidade em Mato Grosso, e temos orgulho do empreendimento que construímos. Estamos trabalhando para que tudo se resolva o mais breve possível e a loja volte a funcionar e atender a comunidade”.

Paulo enfatizou que Mato Grosso é uma regional que o grupo aposta muito e tem satisfação em estar presente. “O Centro-Oeste como um todo e Mato Grosso, em especial, é uma grande aposta para a expansão cada vez mais sólida do Fort Atacadista. Queremos movimentar a economia e dar a nossa contribuição para a sociedade”, completou o gerente.

Ele falou ainda do programa social Troco Solidário, do Grupo Pereira, do qual o Fort faz parte como braço de atacarejo. O programa existe desde 2007 e encerrou o ano de 2020 com mais de R$ 3,4 milhões em arrecadações, sendo R$ 2,2 milhões vindos de contribuições dos clientes e R$ 1,2 milhão de aporte da companhia. O montante foi distribuído a cerca de 80 entidades beneficentes nos estados de Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal, onde as lojas do grupo estão presentes.

O Grupo Pereira

Fundado em 1962, na cidade de Itajaí, em Santa Catarina, o Grupo Pereira atua no varejo e no atacado com as bandeiras Comper, Fort Atacadista, Bate Forte e SempreFort. São 16 mil funcionários e 780 representantes comerciais autônomos nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina, São Paulo e no Distrito Federal.

Ao todo são 93 unidades de negócio, sendo 28 lojas do Comper (rede de supermercados), 47 lojas do Fort Atacadista (atacarejo), sete filiais do Atacado Bate Forte (atacadista de distribuição), 10 lojas SempreFort (varejo farmacêutico) e um posto de combustível.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuase 65% dos prefeitos cancelaram festas de fim de ano e Carnaval
Próximo artigoAlimentos e presentes pressionam inflação do Natal