Ford diz que fechamento de montadoras não afetará mercado de MT

A mudança terá maior impacto na produção de carros populares, e o Mato Grosso estaria mais no segmento de automóveis pesados, como caminhonetes

A Ford em Mato Grosso disse que o fim das atividades da montadora no Brasil não afetará o mercado estadual. A mudança terá maior impacto na produção de carros populares, e o Mato Grosso estaria mais no segmento de automóveis pesados, como caminhonetes. 

A segmentação estaria protegida de imprevistos, pois importa os veículos da Argentina, pais que tradicionalmente abastece as encomendas de peças e caminhonetes montadas. 

“O fim das atividades foi anunciado para os carros populares como KA e Ecosport. Mas, aqui Mato Grosso, a Ford está mais dentro do mercado de caminhonetes e carros menos populares e também as encomendas não vem das montadoras do Brasil, mas da Argentina”, disse o gerente de pós-venda da concessionária representante, Evandro de Lima.   

Ele disse ainda que o plano de encerramento da Ford comtempla as encomendas feitas até o dia do anúncio, na semana passada, fora o estoque dos carros populares. Em Mato Grosso, conforme a representante, a marca negocia uma média de 150 carros por mês. 

O fechamento das montadoras faria parte do plano para expansão de segmento de carros mais pesado, que em Mato Grosso tem as atividades de campo, como o agronegócio, como foco. 

Inicialmente, não há previsão que a estratégia afetará a rede de lojas e a permanência de funcionários. “Mas, é natural que as linhas voltadas para os carros que sairão de produção tenham o tamanho reduzido com o passar do tempo”, pontuou o gerente. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSecretaria de Turismo quer reapresentar Cuiabá aos cuiabanos
Próximo artigoEnfermeira de São Paulo é primeira brasileira vacinada contra covid-19