“Foi uma fatalidade”, diz deputado atacado por cachorro

Sílvio Fávero passou por cirurgia, recebeu alta médica e gravou um vídeo relatando o acidente

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma fatalidade. Assim o deputado estadual Silvio Fávero (PSL) definiu o ataque de um cão que sofreu na tarde de sábado (9). Mordido no rosto, o parlamentar precisou passar por uma cirurgia e recebeu alta médica na tarde desse domingo (10).

Ainda no hospital, Fávero gravou um vídeo explicando o ocorrido. Na gravação, ele conta que estava acompanhando uma partida de futebol entre amigos e sentado no chão no momento do ataque.

“De repente senti um vulto nas minhas costas”, disse o deputado, ressaltando, entretanto, entender que foi uma reação instintiva e “normal” do animal.

A primeira mordida foi na cabeça e isso, segundo os médicos que atenderam Fávero, foi o que o salvou de uma situação mais grave. “Tentei me soltar e ele pegou no olho”, completou o deputado.

O cachorro

Ainda conforme o parlamentar, o cachorro pertence a um amigo e “companheiro de campanha”. O homem estava com Fávero na ocasião, mas, conforme o relato do deputado, não soube como reagir.

Fávero disse ainda que a raça do cachorro é a border collie, um animal de porte médio, que o site PetLove descreve como sendo um dos mais inteligentes, obedientes e indicados para casas com crianças.

A mesma publicação destaca se tratar de animais que “estão sempre em alerta, por isso, podem ficar arredios ao sinal de algum estranho se aproximando ou mesmo reagir a movimentos mais bruscos ou barulhos mais altos”.

“Embora não seja uma raça agressiva, um border collie frustrado pode causar problemas, especialmente com estranhos”, completa o site, pontuando que são cães que precisam de doses diárias de “atividade física intensa”.

Alta médica

Em nota, a assessoria de Fávero informou que o deputado sofreu ferimentos na cabeça, pálpebras e mãos, mas que, “apesar da gravidade, após o procedimento cirúrgico ele passa bem”.

O fato ocorreu em Lucas do Rio Verde (330 km de Cuiabá), cidade que é base eleitoral de Fávero e onde ele vive com a família. Lá o deputado deve permanecer até terça-feira (12), quando será reavaliado pela equipe médica que o atendeu. A recomendação, por enquanto, é de “repouso absoluto durante a semana”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorExperiência fora do país mescla turismo, inglês e autoconhecimento
Próximo artigoCineMaterna exibe “A Caminho de Casa” nesta quarta-feira (13)

O LIVRE ADS