Flor Ribeirinha é tema de reportagem nacional sobre preservação da cultura popular

Eles gravaram para o quadro “Achamos no Brasil”, do Domingo Espetacular (TV Record)

A repórter Amanda Maga percorre o país em busca de atrações, personagens com boas histórias, costumes e também grupos que contribuem com a difusão da cultura brasileira

A comunidade São Gonçalo Beira Rio recebeu a equipe do Domingo Espetacular da rede Record, que veio de São Paulo, para gravar uma reportagem com o grupo Flor Ribeirinha. A gravação para o quadro “Achamos no Brasil” que vai ao ar em breve, mostrará a trajetória do grupo na preservação da cultura popular.

A reportagem foi gravada pela equipe da repórter Amanda Maga, que percorre o país em busca de atrações, personagens com boas histórias, costumes e também grupos que contribuem com a difusão da cultura brasileira. O programa Domingo Espetacular apresentado por Paulo Henrique Amorim mostrará no seu quadro “Achamos no Brasil”, o grupo Flor Ribeirinha na histórica comunidade, com a dança do Siriri.

A gravação ocorreu em um cenário escolhido à margem do rio Cuiabá, com uma paisagem no entardecer que chamou a atenção da equipe de filmagem. A reportagem vai falar sobre a trajetória do grupo, que há 25 anos, luta pela preservação da cultura mato-grossense. O programa Domingo Espetacular mostrará também as crianças que integram o projeto Sementinha, criado pelo grupo Flor Ribeirinha.

A fundadora e presidente do grupo, Domingas Leonor da Silva, disse emocionada que foi uma honra para o Flor Ribeirinha participar do quadro Achamos no Brasil. “Sabemos que é um programa de grande alcance. Fico feliz em saber que, o que estamos fazendo para preservar a beleza da nossa cultura, está despertando interesse da mídia nacional. Agradeço a Deus todos os dias pelas portas que vão se abrindo para o nosso grupo”, relatou.

Para o coreógrafo e diretor artístico do grupo, Avinner Augusto, a gravação do Domingo Espetacular foi um momento muito especial, pois consagra a história de dedicação do Flor Ribeirinha, ao longo dos 25 anos, a dedicação para cultura popular. “Participar deste programa que vai dar a visibilidade nacional às nossas tradições é muito importante. Esta mídia vem fortalecer e buscar esse reconhecimento do Siriri como uma manifestação popular de grande importância, que agrega no desenvolvimento na vida de muitas pessoas. Estamos felizes pela oportunidade”, assinalou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMarcelo VIP e o processo perdido
Próximo artigoDoenças ligadas à falta de saneamento geram custo de R$ 100 mi ao SUS

O LIVRE ADS