Flamengo fica livre de pensão às famílias de vítimas de incêndio

Famílias ainda não chegaram a um acordo com o clube sobre uma indenização pelas mortes no Centro de Treinamento

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Dois anos depois da tragédia que vitimou 10 jovens promessas do futebol, o incêndio no Ninho do Urubu ainda está sendo debatido na Justiça. E nesta quarta-feira (02), a 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro acatou o recurso do Flamengo para encerrar o pagamento de uma pensão mensal de R$ 10 mil às famílias das vítimas.

A pensão tinha sido definida em decisão da 1ª Vara Cível, no fim de 2019, e era destinada aos familiares que ainda não chegaram a um acordo indenizatório com o clube. Entretanto, o Flamengo vem recorrendo da decisão.

A diretoria rubro-negra argumenta que não cabe à Defensoria e ao Ministério Público defender os familiares.

O Flamengo ainda deve pagar as indenizações individuais para cada família, o que vem sendo decidido entre o clube e os parentes das vítimas, tendo a Justiça como mediadora.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConceito de maximalismo na decoração
Próximo artigoPJC cumpre 35 mandados contra facção criminosa atuante na região leste de MT