|terça, 21 agosto 2018

    Fim do governo Temer

    35
    COMPARTILHECOMPARTILHE

    Voltamos ao estágio de paralisia política e econômica vivida no ocaso do governo Dilma. Há, entretanto, uma diferença: a ex-presidente já tinha perdido o apoio popular e estava totalmente sem aliados no Congresso e o atual presidente nunca teve apoio dos eleitores, mas quando assumiu o governo contava com a simpatia dos parlamentares, que está minguando hora a hora ou a cada notícia nova. 

    Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, é hoje o Temer da Dilma, isto é, aguarda, fazendo-se de morto, a oportunidade de assumir a Presidência.

    Parece inevitável a queda do presidente não só pela ação do STF, que pede autorização dos políticos para investigá-lo, mas porque, se escapar desta, outros processos que estão em gestação, a seu tempo, virão a público.

    O principal deles vem da provável delação de Eduardo Cunha, responsável direto pela cassação da Dilma e portador de segredos potencialmente suficientes para derrubar Temer. Há informações, ainda não confirmadas, de que ele teria preparado 100 anexos com os fatos que pretende delatar. E o que é pior (melhor, no caso), o doleiro Funaro está participando do processo.

    Não bastassem estas más (boas, no caso) notícias, os políticos percebem que o barco está fazendo água e afastam-se gradativamente do presidente. Pode até ser que ele se livre na Comissão de Constituição e Justiça e posteriormente no plenário, porque a oposição precisa conseguir ao menos 342 votos para autorizar a abertura do processo. Mas por certo, se houver outra denúncia do Rodrigo Janot baseada em futuras possíveis delações Cunha/Funaro, os deputados definitivamente abandonariam esse navio avariado.

    A oferta de cargos e atendimento de nomeações que o presidente descaradamente está fazendo poderá não ter tanto valor assim porque mais vale a reeleição assegurada dos deputados do que cargos em um governo em fim de linha. De mais a mais, cargos e nomeações podem também ser negociados com o provável substituto Rodrigo Maia.

    As reformas trabalhista e da Previdência já estão muito comprometidas, e o governo cede cada vez mais na desesperada tentativa de salvar a pele. Os sindicatos, em troca de apoio, já garantiram com o presidente a manutenção do imposto sindical que os sustenta na ociosidade.

    É impossível continuarmos com um presidente que ocupa todo tempo defendendo-se de acusações e gastando um mundo de dinheiro público na liberação de verbas para comprar deputados e colocar os apadrinhados destes em cargos públicos em troca de votos no plenário.

    Pode ser que Temer resista em deixar o cargo para manter provisoriamente a imunidade a que tem direito como presidente, principalmente vendo as cenas do aliado Geddel com a cabeça raspada chorando durante audiência. Mas após as gravações da JBS, que mostraram interferência dele tentando obstruir a Justiça, sua situação ficou muito ruim, quase insustentável. O ex-senador Delcidio foi preso pelo mesmo crime.

    Talvez seja viável uma saída acertada com a Justiça, livrando-o da cadeia e poupando o país de um governo estagnado e deletério. Uma coisa é certa: independentemente de Michel ficar ou sair, o governo Temer já acabou.

    Assinatura Renato de Paiva

     

    Deixe um comentário

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Bairro Cuiabá História Municípios Policia
    Polícia Civil prende filho acusado de matar pai por esganadura em Confresa
    Ex-prefeito, pai de brasileira morta chega ao Paraguai e nega prisão de suspeito
    Marido mata homem porque ele olhou sua mulher dançar em festa de aniversário
    Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
    Arquiteta teria fugido por acreditar que acidente se tratava de assalto, dizem testemunhas
    Ritmo de campanha: Taques cola em Dante, Mauro em Blairo e Wellington no verde; ouça jingles
    Janaina Riva aposta em segundo turno entre Wellington e Mendes
    Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
    Cinco unidades do Indea são revitalizadas com recursos de Fundos
    Soja tem cenário promissor e área plantada deve crescer
    Setor de couro quer melhorar qualidade e aumentar exportações
    Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
    Sesc Arsenal oferta minicurso sobre adaptação literária em multimídia neste sábado
    Evento circense reúne artistas da América Latina em Cuiabá com apresentações ao público
    Fotógrafos profissionais e amadores terão consultorias gratuitas nesta semana
    Corrupção Economia Eleições Estados Política
    Comitê para Migrações repudia agressões a venezuelanos
    Pesquisa da CNI mostra melhora na confiança dos empresários
    Temer e ministros discutem situação de venezuelanos em Roraima
    Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
    Começam inscrições para concurso docente da UFMT
    Por R$ 23 mil, Tribunal de Justiça de Mato Grosso lança concurso para magistratura
    Sejudh abre concurso para agentes penitenciários com salários de até R$ 3 mil
    X