Filmes nacionais refletem sobre o exercício da arte no Cineclube Coxiponés nesta quarta-feira

Dando sequência ao ciclo de filmes “Cinema brasileiro: um percurso alternativo sobre a história”, o Cineclube Coxiponés exibe nesta quarta-feira (03) o curta-metragem Cinebiogravura (Luis Rocha Melo, RJ, 2017) e o longa Os Residentes (Tiago Mata Machado, MG, 2010). A sessão começa às 19 horas, com mediação e curadoria de Leonardo Esteves, professor de Cinema e Audiovisual da UFMT. A entrada é gratuita e a classificação indicativa de 18 anos.

Cinebiogravura (2017) dá início às exibições. Com apenas recortes de jornal, pedaços de cartas e fotos, o diretor Luiz Rocha Melo conta a história de seu pai, um radialista que comandou um programa de jazz nos anos 50 no Rio de Janeiro, apresentando artistas como Thelonius Monk e Sonny Rollins a seus ouvintes.

Cinebiogravura (2017)

Os Residentes (2011), por sua vez, conta a história de um grupo de jovens revolucionários que sequestra uma artista plástica e a mantém prisioneira em uma casa abandonada como manifesto estético. Com referências no cineasta francês Jean-Luc Godard, falta de uma narrativa convencional do filme – com princípio, meio e fim – causou incômodo em parte do público do Festival de Cinema de Tiradentes de 2011, como registrou o G1 de Minas Gerais.

“Instalados em uma nova zona autônoma temporária, os residentes passam os seus dias entre pequenos complôs lunáticos, farsas quixotescas e delírios rimbaudianos. Órfãos de um século que quis moldar o homem novo e não fez senão destruir o antigo, os residentes resistem em seu autoexílio, às margens de um mundo perdido para a poesia”, diz a sinopse.

Os Residentes (2011)

O Cineclube Coxiponés está localizado no Centro Cultural da UFMT (Av. Edgar Vieira, 513-549, Boa Esperança). Mais informações pelo (65) 3615-8349.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConhecida como “musa do crime”, jovem é presa com mais de meia tonelada de maconha
Próximo artigoCom candidatura negada, deputado Gilmar Fabris recorre ao TSE