Fiemt lança Programa de Energia Sustentável da Indústria

Pautado em cinco pilares, o PESI visa fomentar soluções alternativas de geração de energia, reduzir custos e aumentar a competitividade da indústria

(Fotos: Toru Hanai/Reuters)

Em ação inédita no estado, a Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt) lançará na próxima semana o Programa de Energia Sustentável da Indústria (PESI). O programa vai disponibilizar, para as indústrias e seus profissionais, soluções confiáveis de geração de energia com o menor custo e consumo eficiente. A iniciativa conta com a parceria das empresas Engie, WEG, Energisa e Sicredi, e também vai oferecer linhas de crédito do BNDES e FCO. O lançamento será no dia 02 de agosto, às 18h30, na sede da Fiemt, em Cuiabá.

O PESI está pautado em cinco pilares para impulsionar o setor no estado, são eles: Eficiência Energética, Programa Indústria Solar MT, Geração de Energia com Biomassa, Qualificação Profissional e Mobilidade Veicular Elétrica. O objetivo é otimizar o consumo, gerar energia sustentável a custos menores com crédito acessível, dar destinação adequada aos resíduos e estimular o conhecimento e adoção de práticas voltadas à sustentabilidade.

“A missão da Fiemt é aumentar a competitividade da indústria mato-grossense. Por isso, o PESI oferece tudo o que é necessário para o industrial atuar sobre uma das questões que mais afetam o setor no estado, que é a energia. Trata-se do principal insumo das indústrias e pagamos um dos valores mais caros do Brasil. Reduzir esse custo impacta positivamente na competitividade, sem contar o benefício ambiental ao reduzir a demanda, por meio da eficiência energética e da ampliação de fontes geradoras”, explica o presidente do Sistema Fiemt, Jandir Milan.

Para participar do lançamento, basta preencher o formulário on-line. Mais informações pelo telefone (65) 3611-1565.

 

Com Assessoria 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOs efeitos da fraude na ata
Próximo artigoWellington, o mineirinho

O LIVRE ADS