Festa de carnaval acaba em embate entre foliões e PM

A Polícia Militar foi atender uma denúncia de som alto, mas o contato com ocupantes da festa acabou em tumulto

Uma festa de carnaval realizada no Bairro Boa Esperança, em Cuiabá, acabou em confusão na madrugada deste sábado (02). A Polícia Militar foi ao local após uma denúncia de som alto, mas a equipe teria entrado em embate com os participantes da festa e, agora, está sendo acusada de ter agido com truculência.

A Polícia Militar foi acionada por um vizinho do local onde acontecia a festa pouco antes da 1 hora deste sábado (02), que reclamava do incômodo gerado pelo suposto som alto.

No entanto, testemunhas relataram ao LIVRE que o Disque Silêncio da Prefeitura de Cuiabá já havia sido acionado, havia constatado o teste de decibéis e que a festa não estaria enquadrada como emissora de poluição sonora. Na sequência, a festa foi continuada, com som no volume em que estava.

Segundo relatos, pouco depois a Polícia Militar chegou ao local. A presença de cerca de quatro a cinco equipes na casa, mesmo após a liberação do Disque Silêncio, causou tumulto entre os foliões, que se aglomeraram na porta do local. Vídeos mostram a equipe no portão e ocupantes da festa indagando o motivo de a polícia estar ali.

Com a chegada da PM o som foi desligado e guardado em um quarto, não sendo mais retirado do cômodo e, assim, não foi necessário apreendê-lo.

A Polícia Militar se manifestou por meio de sua assessoria, dizendo que houve recusa da presença da equipe policial, o que levou três homens (um deles o dono da casa) e uma mulher (organizadora do evento) para a delegacia.

Segundo testemunhas, quando a polícia chegou na casa, o portão estava trancado e a organizadora foi buscar a chave, o que causou certo desentendimento entre a equipe militar e dois rapazes que estavam na frente do portão.

Os outros participantes da festa, vendo a cena (registrada por testemunhas), se aglomeraram na porta perguntando se a polícia tinha mandado para entrar, o que causou grande tumulto.

Os policiais usaram spray de pimenta para dispersar os jovens – que reagiam – e, segundo as testemunhas, teriam usado a força física para tirar dois deles da frente do portão. Veja o momento em que um dos jovens grita que está sendo machucado:

Depois de um tempo, a Polícia Militar entrou na casa, a revistou, não encontrou nada e encaminhou os quatro jovens para a Central de Flagrantes de Cuiabá, por “perturbação da tranquilidade e perturbação da ordem” e, os dois que teriam resistido à entrada da PM na casa, por “resistência e desobediência”.

A Advogada Aline Mahler acompanhou os quatro jovens na delegacia e todos foram liberados por volta das 4 horas deste sábado (02). Uma foto de como o rapaz que grita no vídeo ficou após o embate com a PM foi divulgada (veja abaixo). Em nota, a Polícia Militar afirmou que a Corregedoria da Polícia Militar se colocou à disposição para apurar e esclarecer se houve ou não excesso na atuação policial.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBloco do Bigode terá mais quatro dias de festa no carnaval da Mandioca
Próximo artigoShoppings funcionam em horário especial durante o Carnaval

O LIVRE ADS