Feminicida é condenado a 18 anos de prisão por matar a companheira a facadas

Defesa alegou que o crime foi praticado sob o domínio de forte emoção e lembrou que o acusado confessou o assassinato

(Foto: Rede social)

Estevam Ricardo Bento de Santana foi condenado a 18 anos de prisão pela morte da companheira, Ariana Francelino de França, de 33 anos. O crime aconteceu em 17 de novembro de 2020, em Cuiabá.

O julgamento do acusado foi realizado nessa quinta-feira (16).

A defesa de Estevam, feita pela Defensoria Pública do Estado, alegou que o crime foi cometido sob o domínio de forte emoção, o chamado homicídio privilegiado, e lembrou também que o denunciado confessou o assassinato. Os argumentos foram usados na tentativa de amenizar a condenação.

Contudo, a Promotoria reforçou a tese de feminicídio. Estevam matou Ariana durante a madrugada, enrolou o corpo em um lençol e depois que o dia amanheceu saiu de casa. O acusado foi à residência da mãe onde avisou que tinha feito algo errado.

A motivação para o assassinato, conforme as investigações, foi a recusa de Ariana a se deitar. Contudo, a vítima já tinha informado a colegas que o companheiro estava apresentando um comportamento muito agressivo e por isso, pensava em se separar.

Diante disso, o júri condenou Estevam, que segue preso.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem é preso acusado de abusar sexualmente de jovem com má formação mental
Próximo artigoAdolescente é morto em confronto com a PM após assalto em hotel em MT