Fechado há três meses, Zoológico da UFMT continua sem previsão de reabertura

A causa do fechamento seria a morte de um macaco, possivelmente por febre amarela

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Fechado há pelo menos três meses, o Zoológico da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) ainda não tem data para reabertura. Pelo menos é o que funcionários da Instituição estão informando aos visitantes que têm procurado pelo único lugar de contemplação de diversas espécies da fauna mato-grossense em Cuiabá.

A reportagem do LIVRE visitou o local na tarde desta segunda-feira (24). Encontrou visitantes que haviam ido até lá em busca de lazer e diversão. No portão, uma grande faixa dizia que o fechamento é por tempo indeterminado e para ações de prevenção de saúde.

A suspensão das atividades e o isolamento seriam necessários em decorrência da morte de um macaco, possivelmente, por febre amarela. Esta é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores, como os mosquitos.

Outro lado

O LIVRE entrou em contato com a assessoria de imprensa da UFMT, que confirmou ainda não haver previsão de reabertura do zoológico. Segundo a universidade, a estrutura está passando por “adequações, visando proteger a saúde e o bem-estar dos animais”.

A UFMT sustentou, entretanto, que “nenhum indício de febre amarela foi encontrado nos animais e a permanência dos mesmos na estrutura não apresenta qualquer risco para a saúde”.

(Atualizada às 10h29)

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBrasília sedia campeonato de quadrilhas juninas
Próximo artigoDistância de conjuntos habitacionais reforça fronteiras entre periferia e centro

O LIVRE ADS