Fávaro muda discurso e agora cogita continuar na Sema

Rodolfo Perdigão/Gcom

Carlos Fávaro

Carlos Fávaro agora fala em continuar na Sema

O vice-governador Carlos Fávaro (PSD) mudou o tom do discurso e já demonstra interesse em continuar no comando da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Depois de passar os últimos seis meses anunciando datas para deixar o cargo de secretário, e que gostaria de avalizar seu sucessor, agora já diz que a decisão sobre sua continuidade na Sema cabe ao governador Pedro Taques (PSDB).

“Tenho algumas missões a cumprir, como a conclusão do CAR (Cadastro Ambiental Rural), e avançar ainda mais na eficiência do licenciamento, que já está 40% mais rápido. Feito isso, eu não tenho apego à Sema. Cumpri uma missão dada pelo governador e ele decide se continuo ou saio. O PSD tem intenção de continuar esse trabalho e já reivindicou a manutenção do cargo”, observou, em entrevista na terça-feira (24).

Ele reforçou a declaração de Taques de que, apesar de estar aberto a ouvir a bancada do PSD, quem determina o secretário de cada pasta é o governador do Estado. Fávaro  ainda minimizou a disputa com o PSB pela Sema. “É um pleito legítimo do PSB. O governador deixou claro que não trataria da Sema enquanto essa reestruturação estivesse sendo implementada, portanto, até março. Após isso, é possível discutir no âmbito dos partidos como fica, e se há necessidade de encaminhar outro nome para a Sema”, disse.

Fávaro, que já foi presidente da Associação de Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), comanda a Sema interinamente há 10 meses, desde que a promotora de Justiça Ana Luiza Peterlini teve que deixar o cargo, em março de 2016, para cumprir a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que proíbe membros do Ministério Público de ocupar cargos no Poder Executivo. Agora, a pasta é objeto de desejo do PSB. Por outro lado, o PSD não quer abrir mão do espaço conquistado.

 

Defesa

Em nota distribuída na última segunda-feira (23), o líder do PSD na Assembleia Legislativa, deputado estadual Gilmar Fabris, saiu em defesa da permanência do vice e afirmou que ele tem apoio de toda a bancada e do governo para permanecer na Sema. “Nossa bancada é a maior da Assembleia, contando com seis deputados, e já dissemos a ele que deve continuar na Sema. Fávaro só vai sair se quiser”, garantiu.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOAB-MT reage à declaração de diretor do LIVRE
Próximo artigo“Em Mato Grosso, já era para terem morrido mais de 70 reeducandos”