Fávaro é relator de projeto de lei com proposta de regulamentação fundiária no país

Texto traz a intenção de encurtar o tempo de obrigação de comprovante de posse para 2012 em áreas com até 2,5 mil hectares

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O senador Carlos Fávaro (PSD-MT) vai relatar o projeto de lei sobre a regularização fundiária no Brasil. A proposta começou a tramitar neste ano no Senado e dever ir à votação em plenário nas próximas semanas.  

Os parlamentares vão votar o projeto de lei nº 510 do senador Irajá (PSD-TO). O texto resgata pontos da Medida Provisória 910/2019, que perdeu a validade por não ser votada no prazo legal. 

Até o momento, o texto-base recebeu 42 emendas. Conforme Fávaro, o foco é desburocratizar o processo de regularização. Isso seria feito por meio da unificação da legislação fundiária para todo o país.  

Um exemplo seria a modificação do marco temporal de exigência de comprovante de ocupação de 2008 para 2012, para propriedades com no máximo 2,5 mil hectares. 

A mudança é avaliada com melhora no acompanhamento de exploração ilegal da natureza.  

“Este é um questionamento simples. O que é mais fácil? Punir eventuais crimes ambientais quando se sabe quem é o dono da terra ou quando não sabe? Com toda a certeza, avançar na regularização é contribuir para a preservação”, disse Fávaro. 

O senador Irajá diz que no Brasil há 10,5 milhões de hectares à espera de regularização fundiária. São 147 mil propriedades rurais, sendo que 99% de pequeno e médio porte, com menos de mil hectares. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDiretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V
Próximo artigoProdução de vacina anticovid na indústria veterinária está na pauta desta terça