Fávaro é reconduzido à presidência do PSD por unanimidade e ameniza racha interno

Por unanimidade, o diretório regional do PSD em Mato Grosso reconduziu o ex-vice-governador Carlos Fávaro à presidência do partido pelos próximos 2 anos

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Por unanimidade, o diretório regional do PSD em Mato Grosso reconduziu o ex-vice-governador Carlos Fávaro à presidência do partido pelos próximos 2 anos, em eleição realizada nesta quarta-feira (02). A sigla, que recentemente expôs um racha interno devido ao apoio ao governo Pedro Traques (PSDB), acredita que a votação sela a unidade, pelo menos, em torno da candidatura de Fávaro ao Senado.

 

O diretório estadual é composto por 51 membros e 17 suplentes, sendo que a eleição contou com o comparecimento de 80% da antiga comissão provisória, que tem direito ao voto. Votaram na chapa “Novas Ideias para um Novo Tempo”, encabeçada por Fávaro, até mesmo os quatro deputados que contrariam a decisão partidária de independência em relação ao governo e protagonizaram embates públicos com o presidente da sigla por insistirem na permanência na base, sendo eles Wagner Ramos, Gilmar Fabris, Pedro Satélite, Ondanir Bortolini (Nininho)

 

“Seguindo o compromisso de acabar com o caciquismo no PSD, realizamos de forma democrática a eleição do diretório estadual”, alfinetou Fávaro, que logo em seguida amenizou “este processo interno demonstra claramente que o PSD está unido e forte como sempre dissemos”.

 

Nininho, que foi eleito 2º vice-presidente, declarou que a chapa reúne as principais lideranças e, sem dúvida, representa um partido forte e unido. “Foi um consenso e agora vamos desenvolver um trabalho para as eleições de 2018. 

 

Para o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, eleito presidente do Conselho de Ética do diretório, a escolha de Fávaro para continuar conduzindo o partido é uma demonstração da confiança que os filiados têm em sua liderança, que também é compartilhada pelo presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab.

 

A nova comissão executiva do PSD em Mato Grosso é composta por Carlos Fávaro, presidente estadual, Arnóbio Vieira de Andrade, 1º vice-presidente, Ondanir Bortolini (Nininho), 2º vice-presidente, Djalma Fernandes, 1º tesoureiro, Neurilan Fraga, 2º tesoureiro e Stephano do Carmo, secretário-geral. Também foi eleito, Neurilan Fraga, como presidente do conselho de ética, e Sivirino Santos, presidente do conselho fiscal. Stephano do Carmo ocupa ainda o cargo de delegado e tem direito ao voto na convenção nacional do PSD.

 

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS