Farra de combustíveis

Justiça mantém condenação de ex-presidente da Câmara de Cuiabá por suspeita de fraudes que remontam a década de 1990

O ex-vereador por Cuiabá, Wilson Celso Teixeira, o Dentinho, terá que devolver R$ 76 mil –  acrescidos de juros e correção monetária – por conta de irregularidades na compra de combustíveis e óleo lubrificante para a Câmara Municipal em 1998.

Na terça-feira (30), o juiz da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Popular, Bruno D’Oliveira Marques, rejeitou embargos de declaração protocolado defesa do ex-vereador. Com isso, a sentença condenatória foi mantida.

Ainda cabe recurso de apelação ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

De acordo com o Ministério Público, Dentinho utilizou os combustíveis adquiridos pela Câmara de Cuiabá para destiná-los a sua estrutura de campanha para deputado estadual.

As investigações apontaram que houve a compra de 60 mil litros de gasolina, 25 mil litros de álcool e 300 litros de óleo lubrificante. O prejuízo causado aos cofres públicos chegou a R$ 76 mil.

A fraude foi comprovada pela “celeridade atípica” do procedimento licitatório. A elaboração da minuta do edital, parecer de regularidade da minuta, o aviso de licitação e a entrega das cartas convites a três empresas ocorreram em um único dia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSputnik V: O que você sabe sobre a vacina comprada por Mato Grosso?
Próximo artigoPGR pede ao STF liberação de cultos religiosos no país