“Fantoche, sem capacidade e desequilibrada”, Janaina cita casos que viveu e convoca reflexão

Em vídeo descontraído, deputada cita frases e situações corriqueiras para convocar as mulheres a uma reflexão sobre o machismo

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Única deputada estadual por Mato Grosso, Janaina Riva (MDB) resolveu fazer uma homenagem diferente às mulheres neste dia 8 de março. Em vídeo descontraído, publicado em suas redes sociais, a parlamentar cita frases e situações corriqueiras, bem como exemplos do que já passou na Assembleia Legislativa e convoca todas as mulheres para uma reflexão sobre o machismo.

Se dirigindo especificamente às mulheres, Janaina questiona: “Quantas vezes você já julgou uma mulher pela quantidade de namorados que ela teve? Ou já subestimou a capacidade de uma mulher pela roupa que ela usa ou pela aparência dela? Quantas vezes já pensou ou disse: como fulana está nesse cargo? Com certeza ela dormiu com alguém para chegar lá; mas também, olha como ela se veste, por isso foi estuprada; mas também, olha como ela se comporta, por isso que ela apanhou”.

Reconhecendo que ela mesma já praticou alguns dos exemplos citados acima, a deputada conta algumas situações que viveu dentro do Legislativo. “Nesses quatro anos que se passaram, eu fui a única mulher do Parlamento e, na última eleição, fui a deputada mais bem votada da história de Mato Grosso e eu continuo sofrendo com comentários pejorativos. Deixam de levar em consideração as dez leis sancionadas que eu tenho, o trabalho que desenvolvo, o fato de que, entre 23 homens, eu consiga me destacar”.

Janaina lembra que já disseram que ela era um “fantoche” de seu pai, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Riva, que não tinha capacidade para estar ali e que já fizeram comentários sobre seu jeito de se vestir e se comportar.

“Já disseram que eu trato a Assembleia e a tribuna como uma extensão da minha penteadeira. Que eu uso a Assembleia para fazer desfile de moda e, nos últimos dias, disseram que eu sou desequilibrada emocionalmente. Esse último comentário soou para mim como aquelas frases de muito mal gosto que falam para as mulheres: nossa, você está muito nervosa, está de TPM?”, criticou.

A deputada utilizou os exemplos para pedir às mulheres que tenham empatia umas com as outras e que se unam para lutar pelos direitos e liberdade que almejam. “Meu desejo é que essa mudança comece por nós, que nós possamos fazer um trabalho de reflexão, porque se não começar por nós, mulheres, por quem vai começar? Se não formos nós por nós mesmas, quem será por nós? Feliz Dia Internacional da Mulher”, finaliza ela.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPoliciais da Rotam esperam uma hora e meia para bandido sair de matagal
Próximo artigoMãe é presa por deixar filhos de um e cinco anos sozinhos em hotel