Famílias que ocupavam fazenda do ex-ministro Maggi são retiradas pela Justiça

Grupo entrou com pedido de reintegração de posse para retirada de 40 famílias que viviam em barracos de lona improvisados desde fevereiro

Foto: Arquivo pessoal

Famílias que ocupavam a Fazenda Itamarati – pertencente ao Grupo Amaggi, do ex-ministro da Agricultura e ex-senador Blairo Maggi – estão sendo retiradas do local desde a terça-feira (11). A determinação dada pela Justiça conta com o reforço das forças policiais da região.

A propriedade está localizada a aproximadamente 75 quilômetros do perímetro urbano de Campo Novo do Parecis (390 km de Cuiabá).

O grupo entrou com um pedido de reintegração de posse solicitando a retirada de mais de 40 famílias, que estavam vivendo em barracos de lona improvisados desde fevereiro deste ano.

LEIA TAMBÉM: Ministro Blairo Maggi arremata Fazenda Itamarati, de Olacyr de Moraes, por R$ 2,2 bilhões

De acordo com o site G1, o líder do movimento da ocupação teria cobrado o valor de R$ 500 por família para viver no local – e os ocupantes acreditavam ter direito a 35 hectares de terra.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que até o momento não há registro de ocorrência de nenhum tipo de resistência por parte dos ocupantes.

A Fazenda Itamarati possui 51,9 mil hectares de extensão e, no local, são produzidos soja, milho e algodão. A Companhia Agrícola do Parecis (Ciapar), detentora da propriedade rural, foi adquirida no ano passado pela Amaggi.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMulher não aceita término e destrói carro de namorado com barra de ferro
Próximo artigoNovo FEX

O LIVRE ADS