Família aciona botão do pânico, policiais libertam reféns e matam quatro ladrões

Em fuga, os ladrões apontaram armas para a polícia, que reagiu atirando

Ilustrativa / Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma família de oito pessoas teve a casa invadida na madrugada desta sexta-feira (27), acionou o botão de pânico – que levou a Polícia Militar até a residência no Bairro Recanto Seguro, em Sorriso (400 km de Cuiabá) – e conseguiu ser salva pelos militares.

Os ladrões, por sua vez, acabaram quase todos mortos ao reagirem à abordagem. Quatro foram alvejados pelos policiais ao apontarem armas para as equipes e um conseguiu fugir.

Conforme o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada pela empresa de monitoramento contratada pela família, que recebeu o acionamento do botão do pânico da casa e, ao entrar em contato com os proprietários, eles indicaram – através de uma forma de segurança combinada com a empresa – que estavam sendo assaltados.

Com isso, equipes militares foram encaminhadas ao local e, por uma parede de vidro, um policial conseguiu ver uma pessoa apontando uma arma para um refém do sexo masculino – mais tarde descoberto que ele tem 57 anos.

Foi visualizado, ainda, mais três suspeitos saindo de cômodos da casa com objetos na mão e indo em direção ao corredor.

Os policiais ligaram no interfone da casa e viram quando o suspeito que estava com o refém o trocou por uma mulher, de 47 anos, para que ela atendesse o telefone.

Equipes policiais foram espalhadas no terreno e cercaram a casa. Os ladrões, no entanto, perceberam a ação e iniciaram uma tentativa de fuga pulando muros e entrando em um terreno de um condomínio ainda em implantação.

Quatro policiais entraram no terreno seguindo os ladrões e dois entraram na casa e resgataram as vítimas, que estavam trancadas dentro de um quarto. Depois, estes também foram em busca dos suspeitos.

Assim que encontraram quatro suspeitos, os policiais deram ordem de parada, mas, ao invés de obedecer, dois apontaram as armas para a equipe, que reagiu atirando. Os outros dois continuaram tentando fugir correndo.

Três policiais revistaram os dois suspeitos que ficaram no chão, encontraram um revólver calibre 38 e notaram que ambos estavam feridos por tiros. O Corpo de Bombeiros foi acionado para prestar socorro.

Enquanto os dois primeiros acusados eram socorridos, outros policiais seguiam os demais fugitivos e continuavam dando ordem de parada, até que um deles apontou a arma para a equipe, que também reagiu atirando.

Os dois deitaram no chão, foram revistados e mais um revólver calibre 38 foi encontrado. O que havia apontado a arma foi algemado e os militares notaram que ele e o comparsa, assim como os dois primeiros, também estavam feridos.

Os quatro foram encaminhados para o Hospital Regional de Sorriso, mas nenhum resistiu aos ferimentos e todos morreram. O quinto participante do assalto conseguiu fugir e a polícia segue em busca dele.

O caso foi registrado como roubo, resistência e morte por intervenção de agente do estado. Segundo a assessoria da Polícia Militar, assim como em todas as ocorrências em que há confronto com feridos e/ou mortos, a PM vai instaurar Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a conduta operacional dos policiais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVídeo l PM flagra e prende motociclista fazendo “manobra superman”
Próximo artigoVazio sanitário do algodão em Mato Grosso tem início em outubro