Um sonho que se materializa: faltam 25 dias para o casamento dos jovens que vendem doce no semáforo

O LIVRE acompanha essa história e estará presente no dia do casamento mais esperado de 2018

Foto: Gabriel Bandeira

João e Maria, um conto de fadas da vida real que ficou conhecido nos semáforos de Cuiabá, está próximo a chegar ao “capítulo final”. Depois de mais de um ano vendendo doces para casar, Maria Rafaela, 20 anos, e João Paulo, 23 anos, agora precisam esperar só mais 25 dias para a realização do tão sonhado casamento, que acontecerá no dia 12 de julho.

Em dezembro de 2017, o LIVRE contou a linda história de amor dos dois, que começou ainda na infância, quando, amigos, já sabiam que passariam o resto da vida juntos e que esse sentimento seria para sempre.

Um amor que sobreviveu ao tempo, ao espaço e às dificuldades. E que, em pleno século XXI, ainda foi alimentado por cartas de amor que ambos guardam até hoje, do período em que ficaram distantes – João estava em missão – e só conversavam por cartas.

Desde quando contaram sua história ao LIVRE (veja vídeo abaixo), a vida do casal mudou um pouquinho, mas o amor segue o mesmo, ou até, quem sabe, maior.

Maria passou no vestibular, está cursando engenharia de alimentos e, por isso, precisou deixar de vender os doces no semáforo, visto que o curso é em período integral. Mas João continuou, tendo a companhia da noiva sempre que possível. As pessoas seguiam acompanhando a contagem regressiva para o casamento no cartaz.

“E eles sempre perguntavam: ‘cadê a noiva? A noiva fugiu? Você enrolou tanto que ela desistiu do casamento?’. Ai eu falava: ‘não, ela está na faculdade’ e explicava toda história”, contou João.

A procura era normal, afinal, eles começaram as vendas em maio de 2017 e, por mais de um ano, tornaram-se parte do cenário no semáforo da Avenida Mato Grosso, em Cuiabá, local favorito do casal para a venda de cocadas e, depois, a pedido dos motoristas, de água.

Há pouco tempo, João também precisou deixar de ir para o semáforo, visto que com a aproximação do casamento, a reforma da casa em que irão morar por enquanto – cedida pela mãe de Maria – está a todo favor e o noivo está ajudando o pedreiro para que tudo fique pronto a tempo. A noiva, sempre que pode, também vai. Agora, só faltam os acabamentos.

O plano desde que começaram a vender doces nos semáforos da Capital era comprar a casa própria, sonho que ainda não foi possível, mas que pretendem concretizar até o fim da faculdade de Maria. Porém, por enquanto, já chamam a casa cedida pela mãe de Maria de suas e fazem planos para a vida a dois.

“Nós estamos bem ansiosos. Até ontem nós estávamos juntos pintando a janela, imaginando onde ficarão os móveis da casa, é uma ansiedade dentro do nosso coração que não tem uma palavra específica para poder expressar”, contou João.

Foto: Gabriel Bandeira

Ansiedade dividida com a família, que fez parte de todo processo de concretização do sonho de se casarem. “Estão todos ansiosos, minha mãe principalmente, ela imagina as coisas, participa da reforma da casa. Acho que ela está mais ansiosa até do que nós”, disse Maria.

Com o dinheiro arrecadado com as vendas, o casal conseguiu comprar alguns móveis para a casa, como fogão, cama e guarda-roupa. Agora, irão aguardar o que ganharão de presente de casamento e, depois, se esforçarem para comprar o resto aos poucos.

Aliás, os preparativos para o casamento estão a todo vapor. Faltam apenas 25 dias e, segundo Maria, a ficha só começou a cair agora, quando experimentou seu vestido, que já está quase finalizado.

Serão 250 convidados, entre amigos, familiares e até alguns clientes que compravam sempre as cocadas e acabaram se tornando especiais para o casal. O LIVRE também estará presente e mostrará para vocês cada detalhe do casamento cuiabano mais esperado de 2018. A festa foi toda ganhada: convites, buffet, local, decoração, roupas, fotografia, filmagem, dia da noiva e até dia do noivo.

“Foi cada um oferecendo aos poucos. Algumas coisas um grupo de pessoas, que são parceiros, ofereceram juntos, tudo de uma vez, mas o restante foi aos poucos. Até dia do noivo ele ganhou esses dias, ficou todo feliz, porque eu ficava zoando ele ‘ah, eu tenho dia da noiva, você vai se arrumar em casa’, ai ele ganhou”, contou Maria aos risos.

O casal até já fez seu ensaio pré wedding, presenteados pelo fotógrafo Gabriel Bandeira. Veja:

As duas únicas coisas que não ganharam foram a lua de mel – que acabarão fazendo na casa em que morarão sozinhos – e os doces. Mas, tementes a Deus, em tudo veem uma mensagem do Pai e, com isso, resolveram aproveitar para testar o possível lançamento de um negócio: a marca de doces João e Maria.

“Nós vamos fazer um teste no casamento. Esse é até um dos motivos pelo qual nós estamos querendo fazer os doces, para ver a aceitação das pessoas, se elas vão gostar, como vai ser. Se elas comprariam”, contou Maria, que tem pesquisado bastante antes de decidir quais opções pretendem oferecer, mas, sem dúvidas, a famosa cocada fará parte do negócio.

“E foi sempre um sonho da Maria, ela ama doces desde criança. E eu gosto muito dessa parte de vendas, de empreender, de ter o próprio negócio. Então nós vimos a oportunidade no casamento para expor, talvez, nosso futuro trabalho como doceiros. A ‘João e Maria’”, completou João.

O LIVRE torce por essa história. Um casal que prova que o amor, o companheirismo e a vontade de estar juntos é mais forte do que qualquer coisa. Afinal, essa relação nasceu ainda na infância e, como disse João ao LIVRE em dezembro:

“Eu sempre falava pra Maria, quando eu era pequeno, que eu ia casar com ela. Era uma brincadeira nossa. E hoje essa brincadeira está prestes a se tornar realidade. Eu sei que eu fiz certo em escolher a melhor companheira que eu poderia para minha vida e eu não me arrependo da escolha que eu fiz. E essa escolha vai perdurar por toda eternidade, não só nessa vida”.

Foto: Gabriel Bandeira

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns O Livre por acompanhar essa história tão linda, felicidades a João e Maria. Um domingo com uma bela notícia não tem preço, especialmente nos dias de hoje. Deus os abençoe, porque onde há amor, o que falta é apenas questão de tempo pra conquistar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLeitão espera ter apoio do grupo de Jayme mesmo em palanques diferentes
Próximo artigoProgramação para a copa começa neste domingo em Sinop

O LIVRE ADS