Falta de carros na indústria atinge concessionárias de MT

Taxa de juros favorece negócios, mas há carência de carros nos pátios

As taxas de juros atraentes poderiam significar negócios para as concessionárias de veículos em Mato Grosso. No entanto, as vendas estão esbarrando na falta de estoque, já que as montadoras apontam a falta de matéria prima com motivo para a redução na produção.

Conforme dados da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o número de emplacamentos caiu 2,44% em novembro. No mês anterior – outubro -, foram 8.814 veículos emplacados e, no mês seguinte, 8.599.

Para o diretor do Grupo Saga, Edson Maia, o resultado poderia ter sido outro caso a indústria não vivesse a incerteza sobre a movimentação do mercado e estivesse disposta a apostar no crescimento.

“Poderíamos vender mais. O momento é favorável, uma vez que as taxas de juros estão mais atrativas, porém a indústria não está conseguindo atender a demanda. Ela está produzindo menos e acredita-se que haja um receio delas em investir na montagem dos veículos e depois ocorrer uma sobra. A produção está sendo aumentada aos poucos e isso acaba gerando uma oferta menor de unidades nas concessionárias”, afirma.

Segundo o diretor-geral da Febrave em Mato Grosso, João Boscolo, além das questão de abastecimento, o mercado também sentiu o fim da demanda reprimida causada pelas medidas de isolamento social durante a pandemia, quando as concessionárias ficaram fechadas.

Prejuízo acumulados e perspectivas

Desde o começo do ano, o setor de venda de automóveis já acumula uma queda de 18,94% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados mostram que 2019 teve 97.227 veículos novos emplacados entre janeiro e novembro. E, este ano, foram 78.810 veículos.

Contudo, se a comparação foi realizada mês a mês, podemos identificar uma reação de mercado, tendo em vista que em novembro do ano passado foram emplacados 8.222 carros e , em novembro de 2020, 8.599, o que representa um aumento de 4,59%.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFCO vai liberar R$ 180 milhões para projetos de recuperação do Pantanal
Próximo artigoMãe denuncia o próprio filho após neta contar que tio abusou dela