Falha em regulação pode ter levado à morte dois pacientes com covid-19

Secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo diz que houve erro na Central de Regulação de Várzea Grande

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, disse nesta terça-feira (2) que falha no serviço dos hospitais de “portas abertas” em Várzea Grande pode ter levado à morte de dois pacientes da covid-19, na semana passada. 

Segundo ele, houve erro na Central de Regulação do município para averiguar o contágio dos pacientes e isso travou o encaminhamento para os hospitais de referência de tratamento da doença. 

“Não houve demanda oficial do sistema de regulação para leitos covid-19 de Várzea Grande. E infelizmente são dois pacientes que chegaram no hospital ‘porta aberta’ em situação muito grave. Não se demandou a forma correta o sistema de regulação e os pacientes estavam tão graves que sequer tiveram tempo de chegar a um leito de UTI para covid-19”, disse. 

Quadro grave

Conforme o secretário, o quadro grave dos pacientes e a falta de orientação correta para condução de casos suspeitos da doença combinaram para o óbito dos pacientes. 

Ainda conforme o secretário, a entrada para internação em hospital de referência para tratamento da covid-19 depende de tramitação de testes para a confirmação do diagnóstico.  

“A ida para um hospital de referência requer uma tramitação de diagnóstico por teste ou pelo médico”, disse. 

Ele ressaltou que postos de saúde com portas abertas – UPA e policlínicas – deveriam ter uma estratégia para realizar o teste de casos suspeitos a tempo de aguardar o resultado para diagnóstico do exame. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem acha cachorro de raça na rua e dá para namorada como se tivesse comprado
Próximo artigoTenha cautela com as ideias