Fabris contraria Fávaro e diz que PSD ficará dividido até as convenções

Em nota, o líder do partido na Assembleia Legislativa afirma que decisão foi tomada em conjunto nesta sexta-feira.

Foto:(Ednilson Aguiar/ O Livre)

Com o objetivo de pôr fim ao conflito interno que surgiu no PSD com a decisão de independência em relação ao governo Pedro Taques (PSDB), os deputados estaduais contrários ao posicionamento e o presidente estadual do partido, Carlos Fávaro, se reuniram, na manhã desta sexta-feira (06), e deliberaram que, por ora, a legenda permanecerá dividida no que diz respeito ao apoio ao governador e, no momento oportuno, decidirá a composição que fará nas eleições.

O posicionamento foi comunicado por meio de nota enviada pelo o líder do partido na Assembleia Legislativa, deputado estadual Gilmar Fabris, e contrapõe o declarado por Fávaro, também em nota, encaminhada na última quinta-feira (05), na qual garantiu que o partido não aceitaria divisão. “ Não teremos dois lados. Todos devem acatar o que a maioria decidiu”.

Conforme a nota do deputado, Fávaro estará na disputa por uma cadeira no Senado, os candidatos a deputado federal e estadual querem estar no “chapão” que será construído pela coligação, os deputados continuam na base do governo e ajudarão Pedro Taques a construir sua candidatura à reeleição, bem como serão respeitadas as lideranças do partido que pretendem trabalhar por uma coligação com outro candidato ao governo que venha a surgir no cenário.

A decisão do partido em relação as composições partidárias que fará nas eleições deste ano, ainda de acordo com a nota, deve ser tomada nas convenções, pela maioria do diretório.

Confira nota na íntegra:

Diante das últimas informações a respeito do PSD, o líder do partido na Assembleia Legislativa, deputado estadual Gilmar Fabris,  vem a público informar que:

  • Na manhã de hoje, em um café na residência do deputado Gilmar Fabris, juntamente com o presidente do partido, Carlos Favaro, e os deputados Wagner Ramos, Pedro Satélite e Ondanir Bortolini, o Nininho, após contato com vários vereadores, prefeitos e lideranças, concluíram que o partido vai ter a seguinte pauta:
  • O partido buscará espaço para uma vaga ao Senado representada por Carlos Favaro
  • Os candidatos a Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados do PSD querem estar no “chapão” que será construído pela coligação.
  • Os deputados continuam na base do governo e ajudarão a construir a reeleição do governador Pedro Taques (PSDB) juntamente com vereadores, prefeitos e lideranças do PSD que são aliados dos parlamentares.
  • Serão respeitadas as lideranças dentro do partido que pretendem trabalhar a coligação com algum candidato ao governo do Estado que eventualmente venha a surgir no cenário político.
  • No momento correto, o PSD democraticamente decidirá, por maioria do diretório, a coligação que ora atendeu aos seus objetivos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCaminhão boiadeiro cai de ponte e animais morrem afogados
Próximo artigoMesmo na era da tecnologia, código braile continua importante para o deficiente visual