Fabio Garcia avisa que DEM não será coadjuvante nas eleições

Deputado defende retorno de Mauro Mendes à disputa eleitoral

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O novo presidente do DEM em Mato Grosso, o deputado federal Fabio Garcia, afirmou que a sigla está montando um grupo forte que não poderá ser ignorado nas eleições deste ano e, com isso, a intenção é que o partido participe com candidatura na chapa majoritária. Os principais nomes para isso são do ex-senador Jayme Campos e do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, ambos cotados para concorrer ao governo e ao Senado.

“Com o time que montou, o DEM não será coadjuvante. Estará na chapa majoritária”, prometeu Garcia. A sigla, que até o ano passado tinha apenas um deputado estadual, Dilmar Dal’Bosco, inchou com a dissidência do PSB. A seis meses das eleições de 2018, o partido tem três deputados estaduais e um federal. Sem mandato, tem líderes como o ex-prefeito Mauro Mendes, que se soma aos irmãos Júlio e Jayme Campos.

Garcia, que é um dos principais aliados de Mendes, defende que o padrinho político volte à disputa eleitoral. O ex-prefeito, porém, ainda não informou aos aliados se pretende ou não concorrer neste ano. Ele prometeu tomar uma decisão neste mês – e sinalizou que a única possibilidade de voltar à vida pública é concorrendo a um cargo no Poder Executivo.

“Existe uma expectativa grande sobre a posição do Mauro porque ele fez uma bela administração em Cuiabá. Mas primeiro ele precisa decidir”, observou Garcia.

O deputado, que deve disputar a reeleição para a Câmara Federal, informou que, para a disputa na Assembleia Legislativa, a ideia é montar uma chapa que tenha condições de sobreviver sozinha. O partido, porém, não descarta fazer uma coligação conforme o avanço do processo eleitoral.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS