Extinção do dinheiro?

Deputado quer acabar com as cédulas e obrigar todos a fazer transações financeiras exclusivamente pela via digital

(Foto: jcomp - br.freepik.com)

Um projeto de lei em trâmite na Câmara Federal quer acabar com o dinheiro em circulação no Brasil dentro de, no máximo, cinco anos.

A proposta é que todas as transações financeiras ocorram apenas em meio digital. A posse de cédulas seria permitida somente para fins de registro histórico, ou seja, colecionadores.

O projeto é de autoria do deputado federal por Minas Gerais Reginaldo Lopes (PT), que estabeleceu prazos bem específicos.

Por exemplo, notas com valor superior a R$ 50 já seriam proibidas dentro de um ano – a contar da data da aprovação (se for aprovada) da futura lei.

Já notas menores seriam permitidas ao longo dos cinco primeiro anos da nova lei. Depois disso, também estariam extintas.

Isso significa que, além de a Casa da Moeda parar de produzir essas cédulas, quem as tem já não poderia usá-las.

Como fica a Casa da Moeda?

Pela proposta do deputado, ela passaria a ter outras atribuições, como o desenvolvimento de novas tecnologias para transações financeiras.

Na opinião do deputado, a tecnologia atual já nos possibilita não depender do dinheiro físico. E sua proposta tornaria mais difícil a vida de “terroristas, sonegadores, lavadores de dinheiro, cartéis de drogas, assaltantes e corruptos”. Será?

(Com Agência Câmara de Notícias)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMais de 4 milhões de lares sobreviveram só com auxílio emergencial em julho
Próximo artigoR$ 1,4 milhão esquecidos? Justiça começa a devolver dinheiro a empresas e trabalhadores