Exposição Vale dos Dinossauros é aberta no Parque Bernardo Berneck, em Várzea Grande

Exposição educacional e cultural marca as festividades do Dia das Crianças

(Foto: Assessoria)

No coração do Centro Ecológico de Recreação e Lazer Parque Bernardo Berneck, de Várzea Grande, foi aberta a exposição “Vale dos Dinossauros”, onde foram instaladas 11 réplicas das mais importantes espécies de dinossauros encontradas pela arqueologia mundial. Entre elas estão o dinossauro Chapadense (Pycnonemassaurus nevese) encontrado na região de Chapada dos Guimarães e o Uberabatitan Ribeiror, o maior dinossauro do Brasil, descoberto em Minas Gerais.

A exposição, que comemora o Dia das Crianças e da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, acontece justamente na semana que no Maranhão foi descoberto um fóssil de dinossauro. A descoberta está sendo apontada como uma das mais importantes da ciência.

A exposição está aberta à população até o final do mês de outubro e marca não apenas as festividades das crianças, como desperta a atenção delas para a questão ambiental, já que o Parque Berneck é uma das maiores áreas de preservação ambiental urbana do Brasil.

O Vale dos Dinossauros foi montado com intuito de oferecer lazer à população do município e de conhecimento educacional. O projeto foi viabilizado pelas secretarias municipais de Educação, Cultura, Esportes e Lazer – SMECEL e Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável – SMADRS e conta com a Parceria do Governo do Estado de Mato Grosso, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e pelo Instituto Mato-Grossense de Desenvolvimento Humano – IMTDH.

A criação e execução é do Instituto Mato-grossense de Desenvolvimento Humano. Até o dia 28 de outubro, todas as escolas municipais estarão visitando a exposição guiada por professores das áreas de Ciências, Geografia e Meio Ambiente.

A história dos dinossauros tem sido contada e comprovada pela Arqueologia em todo o mundo através dos vestígios materiais como fonte documental.

“No meio escolar, possibilita o desenvolvimento de atividades voltadas para a sensibilização de alunos e professores sobre a importância do conhecimento do mundo material e do mundo das imagens como parte fundamental do processo educativo”, comentou o secretário de Educação, Cultura, Esportes e Lazer de Várzea Grande, Sílvio Fidelis.

“Em cada uma das 11 réplicas instaladas na exposição é mencionado o nome da espécie, data em que foram encontrados os vestígios e a era em que existiram na Terra. Os dinossauros são animais que viveram em nosso planeta há milhões de anos. Entre os organismos que existiram no passado e que temos registro de sua ocorrência, com certeza, os dinossauros são aqueles que mais impressionam crianças, jovens e adultos”, explicou a pedagoga de educação infantil do programa Escola em Tempo Ampliado, Taiane Barros Ferreira Leite. Parte desse interesse é devido ao tamanho de algumas espécies desses animais, assim como a ferocidade de alguns deles.

Durante a abertura da exposição Vale dos Dinossauros as crianças observavam atentas a réplica do dinossauro chapadense (Pycnonemassaurus nevese), que viveu há 70 milhões de anos, durante a era Mesozóica, no período Cretáceo, na região onde hoje está localizada a Jangada Roncador, no município de Chapada dos Guimarães. O animal tinha 15 metros de comprimento, cerca de 4 a 6 metros de altura e tinha um peso estimado entre 15 a 18 toneladas. Conhecido também como dinossauro de mata fechada, tinha dentes muito afiados.

A exposição Vale dos Dinossauros estará aberta ao público todos os dias, das 17h30 às 19h00 e no sábado, domingo e feriados das 07h30 às 19h00. A entrada é gratuita.

Serviço

Exposição Vale dos Dinossauros

Local: Parque Bernardo Berneck – Avenida Governador Júlio Campos, S/N entre bairros – Jardim Paula I, Várzea Grande – MT

Horário de funcionamento: De segunda a sexta das 17h30 às 19h00 e no sábado, domingo e feriados das 07h30 às 19h00.

A entrada é gratuita.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorReflexões sobre a janela
Próximo artigoBlockmeet MT apresenta impactos do blockchain em setores como a agroindústria