Executivos da Disney reduzem salários em meio à pandemia do coronavírus

Dando o exemplo

(Foto: Reprodução/O Livre | Arte: Felipe Martins)

Uma das empresas mais afetadas pelo novo coronavírus é a Disney. Fechando seus parques temáticos e também recebendo muito prejuízo pelo adiamento e paralisação de produções importantes para o ano fiscal, agora chegou a vez também de reduzir o salário do contingente.

A empresa informou hoje que seus executivos do alto-escalão optaram por cortar parte de seus salários para manter a saúde financeira da empresa durante o período da pandemia do coronavírus.

Ex-presidente da Disney, Bob Iger abriu mão de 100% de seu salário, estimado em mais de US$ 47,5 milhões. Atual CEO da empresa, Bob Chapek cortou seu pagamento em 50%, enquanto os vice-presidentes de diversos setores da empresa tiveram cortes de 20% a 30%. Além do salário, Iger também rejeitou outros bônus da empresa, mantendo apenas o seguro saúde.

Exceto pela quantia da compensação de folga remunerada, as reduções não reduzirão os benefícios da Companhia dos executivos citados”, informou a Disney em um e-mail aos seus funcionários.

Por enquanto, não existe previsão para a retomada das produções de séries e filmes da Disney. Os parques, por enquanto, têm suas reaberturas marcadas para 18 de abril, embora exista a possibilidade de essa data ser alterada conforma a evolução do quadro mundial do coronavírus.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCineasta Bruno Bini testa positivo para coronavírus e segue internado em UTI
Próximo artigoPassageiro apresenta sintomas de covid-19 e é retirado de ônibus pela PRF

O LIVRE ADS