Ex-ministro de Bolsonaro morre de infarto aos 56 anos

Bebianno passou de apoiador para crítico do governo em um ano

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Pré-candidato a prefeitura do Rio de Janeiro e ex-secretário geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno morreu na manhã de hoje (14). Ele estava no sítio dele, em Teresópolis (RJ), onde teve um infarto.

Conforme informações do site Metrópoles, o político passou mal por volta das 4h deste sábado (14) e foi até o banheiro pegar um remédio. Lá, ele caiu e bateu a cabeça.

Bebianno chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

Passagem pelo governo e polêmicas

Apesar de ter sido o primeiro ministro escolhido pelo presidente, ele acabou sendo demitido após uma denúncia de candidatura laranjas do PSL, partido do qual foi dirigente.

Naquela ocasião, houve troca de acusações e a formação de um clima de hostilidade entre ele o os filhos de Bolsonaro.

A partir de então, Bebianno passou de apoiador par crítico do atual governo.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQual a diferença entre pandemia, epidemia e infecção endêmica?
Próximo artigoGarota de programa acusa ginecologista de ofendê-la

O LIVRE ADS