Evento nesta terça-feira é dedicado a agentes da cadeia produtiva da música

A ideia é conversar sobre o segmento, expor as principais demandas e desafios do setor

Profissionais da cadeia produtiva da música reúnem-se na terça-feira (12), às 19h30, no Palácio da Instrução, em Cuiabá, para debater sobre o segmento, expor as principais demandas e desafios do setor.

O evento ‘Afinando – Roda de Conversa’ é gratuito, e tem o objetivo de subsidiar o planejamento de ações da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) voltadas ao mercado da música em Mato Grosso. As inscrições estão abertas e podem ser feitas neste link.

A superintendente de Economia Criativa da Secel, Keiko Okamura, explica que todos os profissionais atuantes na cadeia produtiva estão convidados a participar, uma vez que a roda de conversa culminará em políticas públicas ao setor.

“Vamos dialogar, trocar experiências e criar uma rede de relacionamento entre pessoas que têm o interesse comum em fomentar o mercado da música no Estado. O que for debatido no evento será aproveitado na criação do Plano Setorial da Música”.

O documento irá conter tópicos relevantes como empreendedorismo, capacitação, inovação, sustentabilidade, impacto da tecnologia na indústria, marketing e distribuição digital, ecossistema da música, gestão de direito autoral, processos criativos, iniciação à produção musical em estúdio, promoção de eventos, gestão de casas de espetáculo, produção de backstage, elaboração de projetos culturais e captação de recursos, modelagem de negócios, entre outros.

A mediação da roda de conversa será realizada pelo programa Mato Grosso Criativo, com apoio do consultor Guilherme Chaves.

O Palácio da Instrução fica na rua Antônio Maria, 151, Centro de Cuiabá.

Inscrições: Gratuitas pelo link: www.sympla.com/matogrossocriativo ou ainda pelo telefone: (65) 3613-0240

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem perde emprego ao ter imagem divulgada como bandido na TV
Próximo artigoCom mais de 91% da área semeada, plantio da soja entra na reta final em MT

O LIVRE ADS