ET desaparece de cidade turística e dono oferece recompensa a quem encontrá-lo

ET foi furtado na noite de ano novo, em Chapada dos Guimarães (60 km de Cuiabá)

Reprodução

A estátua de um extra-terrestre que pertence à loja Casa de Mel, localizada em Chapada dos Guimarães (60 km de Cuiabá), foi furtada na noite de Ano Novo. O dono do estabelecimento está oferecendo uma recompensa de R$ 100 para quem informar onde o objeto se encontra.

De acordo com o proprietário da loja, Sidarta Spíndola, o ET fazia parte da decoração do local há seis anos. “O ET já virou até ponto turístico, pois as pessoas vinham fazer foto com ele”, contou.

Sidarta acredita que a ação tenha sido realizada por vândalos, pois o objeto não tem valor material. “O ET tem um valor sentimental para a gente, não material. Por isso esperamos recuperá-lo”, disse.

Ainda segundo ele, os policiais militares de Chapada dos Guimarães – cidade conhecida pelo misticismo e o turismo ecológico- estão realizando buscas para tentar encontrar o ET. “A polícia me disse que já há pistas de onde o ET possa estar, mas ainda não o encontraram. Mas acredito que vão encontrar e me devolver”, detalhou.

O furto não foi registrado pelo circuito interno de câmeras da loja, pois o equipamento queimou há uma semana, devido a um raio que caiu na região. “Foi um azar não estar com as câmeras funcionando, assim não é possível identificar quem praticou esse vandalismo”.

Nas redes sociais há uma mobilização para ajudar a encontrar o objeto de decoração. A publicação feita no Facebook da Casa do Mel do Facebook, até o fechamento desta reportagem, estava com 299 compartilhamentos.  Quem tiver informações concretas de onde o ET possa estar e só entrar em contato com o proprietário da loja. O número de contato é o (65) 98119-4253.

Atualizada às 18h45: 

O ET foi encontrado na tarde desta quinta-feira (3), em Cuiabá. Segundo o dono do estabelecimento, a Polícia Militar encontrou o ET nas mãos de um andarilho, que estava bêbado, no bairro Santa Isabel.

“Eu não prestei queixa. Graças a Deus, ele voltou sem problemas, sem ser danificado. O importante é que eu achei”, disse Sidarta ao LIVRE. O empresário agradeceu o empenho dos policiais e das pessoas que compartilharam sobre o desaparecimento nas redes sociais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.