Estudo indica que número de infectados em Wuhan pode ser 10 vezes maior

Estudo sugere que o governo chinês omitiu informações sobre o número real de doentes

(Foto: Reprodução/The Guardian)

Um estudo elaborado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) da China apontou que o número real de infectados com novo coronavírus em Wuhan – província onde os primeiros casos de covid-19 foram registrados no mundo – pode ser 10 vezes maior do que o registro oficial, divulgado pelas autoridades de saúde do país.

Ainda de acordo com dados divulgados na segunda-feira (28), a projeção do CDC indica a contaminação de quase meio milhão de pessoas em Wuhan até o mês de abril. O estudo aponta também que a cidade ainda possui números altos números de infectados.

Atualmente, a população de Wuhan não segue nenhum tipo de isolamento social, uma vez que o governo chinês garante que não há mais casos de infecção pelo novo coronavírus.

Entretanto, o estudo mostra que Wuhan ainda é vulnerável à doença. De acordo com epidemiologistas, o percentual de imunidade coletiva registrado está abaixo do limite mínimo, equivalente à metade da população.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCuiabá deve se despedir de 2020 com sol, calor e pancadas de chuva
Próximo artigoBolsonaro lamenta aprovação de aborto na Argentina