Estudante divulga livro no Centro de Cuiabá: “e se amanhã não houvesse poesia?”

Aos 26 anos, escritor leva poesia às ruas de Cuiabá

Escritor mato-grossense faz intervenção nas ruas da capital para divulgar livro (Foto: Titoferas)

“E se amanhã não houvesse poesia?”, questiona o cartaz de Lucas Lemos, fixado em uma mesa estrategicamente posicionada em um dos principais calçadões de Cuiabá.

O escritor, de 26 anos, é estudante de Letras da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e lança, no dia 15 de outubro, seu primeiro livro de poesia: “Nossa Alegria Triste”.

Para divulgar o livro, Lucas foi às ruas. Entre as Praças Alencastro e da República, armou uma velha mesa de ferro – que decorou com um vaso de planta. Nela, espalhou livros e, com seu cartaz, apresentou à população o universo da poesia.

“Ainda se lê poesia hoje em dia? Onde, como?”, “Para quê serve a arte?”, “É possível viver sem literatura?”. Essas foram algumas das questões que Lucas trouxe ao público por meio de sua performance. A intervenção foi realizada na última quinta-feira, 26 de setembro.

“O objetivo era a experiência, levar poesia pra rua, conversar com as pessoas de perto, sair da bolha das redes sociais e tentar entender qual é a visão da arte, da poesia nesse caso, para cada um que estivesse passando por ali”, explicou o escritor.

Entre as diversas pessoas que pararam para conversar com Lucas, um senhor surpreendeu ao responder o questionamento do cartaz.

“Se não houvesse poesia? Moço, me desculpa, mas você tem quantos anos mesmo?”, perguntou. Diante da resposta de Lucas, emendou: “Você já viu o vento alguma vez na vida? Eu tenho 76 e nunca vi”.

O escritor balançou a cabeça, respondendo negativamente. O senhor continuou: “Pois é. O vento tá aqui. Tá no mundo todo agora mesmo, sem a gente ver. A poesia é viva e o amanhã a Deus pertence. Ela (a poesia) não morre, não”.

Escritor mato-grossense faz intervenção nas ruas da capital para divulgar livro (Foto: Titoferas)

Segundo Lucas, ainda não há previsão para o livro ser lançado em sua forma impressa. O projeto está na fase de orçamentos.

Para o escritor, falta espaço para novos artistas, e a divulgação independente é uma forma de levar o trabalho para o público.

Ana de Mello, fotógrafa e parceira de atuação do escritor, acompanhou a intervenção e comentou: “se dependesse de mim, faria isso todo dia. Esse contato com o público é muito potente artística e socialmente. E viver da arte ainda é um sonho possível”.

A cobertura fotográfica da performance foi feita por Titoferas. A produção foi publicada nas redes sociais do escritor (Instagram @aquelelemos e www,facebook.com.br/lucaslemosss).

O lançamento de “Nossa Alegria Triste” será no Instituto de Linguagens (IL) da UFMT, em Cuiabá, durante todo o dia 15 de outubro. A noite, haverá atrações culturais com artistas cuiabanos: vai ter teatro, música e claro, poesia.

Serviço:

Lançamento “Nossa Alegria Triste” (livro de poesias)
Data: Terça, 15 de outubro de 2019
Horário: 8h às 20h
Local: Instituto de Linguagens (IL), UFMT, Cuiabá
Mais informações: instagram @aquelelemos
www.facebook.com.br/lucaslemosss
Contato para pré-venda: WhatsApp (65) 9 9947-5181

Como você se sentiu com este conteúdo?

loading spinner

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.